OPERADORAS

Reino Unido pede ajuda para repatriar clientes da Thomas Cook

Com a quebra da Thomas Cook, um dos maiores e mais poderosos grupos de Turismo do mundo, mais de 150 mil clientes da empresa precisarão ser repatriados para voltar ao Reino Unido.

Para minimizar os impactos, o governo do Reino Unido pediu ajuda à CAA (UK Civil Aviation Authority) para lançar um programa de repatriação nas próximas duas semanas. A CAA já garantiu uma frota de aeronaves de todo o mundo para levar os passageiros de volta ao Reino Unido.

Divulgação

“A CAA se esforçará para levar as pessoas para casa o mais próximo possível das datas planejadas”, disse o mais recente comunicado do órgão regulador britânico. O secretário de transportes do Reino Unido, Grant Shapps, descreveu a tarefa de repatriamento como "enorme" e "a maior repatriação em tempos de paz na história do Reino Unido".
 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA