Convenção Braztoa aposta em inovação aliada a fator humano

|

A Convenção Braztoa 2019 teve seu início oficial na manhã desta terça-feira (5), em Canela, na Serra Gaúcha, quando uma série de produtos de interesse do setor turístico foi apresentada aos associados e parceiros presentes. Há seis meses na presidência da Associação Brasileira das Operadoras de Turismo, Roberto Nedelciu abriu os trabalhos enfatizando o Turismo como mola impulsionadora do Brasil e o papel humanizador dos operadores em um mundo cada vez mais robotizado.

Marcel Buono
Participantes da Convenção Braztoa 2019 no campus da UCS em Canela (RS)
Participantes da Convenção Braztoa 2019 no campus da UCS em Canela (RS)
“Presidir a Braztoa tem sido muito importante para mim e, nos últimos seis meses, já aprendi e mudei muito. Temos que estar sempre aprendendo e evoluindo, ao mesmo tempo que atentos às tendências do mercado e ao que buscam os nossos clientes, pois eles são o termômetro ideal para novas ideias. Estamos focados em criar ações exclusivas, inovadoras e geradoras de novos negócios para as operadoras”, disse Nedelciu.

“As OTAs são máquinas atendendo pessoas, mas nós temos o fator humano para explorar, percebendo os sentimentos envolvidos em tempo real e o brilho nos olhos das pessoas que querem realizar sonhos. O Turismo gera empregos como poucos setores e, no último ano, as nossas associadas cresceram 7,4% em um País que cresceu apenas 1%. O Brasil tem tudo para ser uma referência mundial, principalmente aliando a sustentabilidade aos negócios”, acrescentou o presidente da Braztoa.

Marcel Buono
Roberto Nedelciu, presidente da Braztoa, foi o primeiro a falar pela manhã
Roberto Nedelciu, presidente da Braztoa, foi o primeiro a falar pela manhã
Neste ano, a premiação voltada à sustentabilidade promovida pela entidade chega a sua oitava edição com um recorde de inscritos: 180. Os vencedores serão reconhecidos na próxima quarta-feira (6) com cobertura da PANROTAS.

A MAGIA DE CANELA
Secretário de Turismo de Canela (RS), Angelo Thurles destacou o trabalho realizado na cidade desde 2017, quando sua gestão teve início junto com a nova prefeitura. De acordo com ele, cinco “palavras mágicas” definem os objetivos do município na área: receber, hospedar, alimentar, entreter e despedir-se.

“Sempre estivemos focados na natureza e temos um potencial turístico fantástico. Praticamos um Turismo sensorial, de humano para humano, buscando marcar quem nos visita com experiências inesquecíveis. Nosso objetivo é fazer com que eles queiram ficar mais dias na cidade ou saiam com a sensação de que poderiam morar aqui”, disse o secretário de Turismo, destacando que, nos últimos anos, Canela passou da 27ª posição para o Top 10 no ranking de cidades mais visitadas no Brasil.

Marcel Buono
Angelo Thurles, secretário de Turismo de Canela (RS)
Angelo Thurles, secretário de Turismo de Canela (RS)
“Mais de cinco milhões de turistas visitam Canela anualmente e, só para o período de Natal, que dura 79 dias, esperamos receber cerca de 1,5 milhão de visitantes. Hoje em dia, recomendamos um mínimo de quatro ou cinco dias para vivenciar o destino e garantimos um pós-venda de sucesso para quem vende Canela pelo Brasil afora. Podem vender com segurança, pois o trabalho está sendo realizado e, nos últimos três anos, nosso orçamento foi multiplicado em seis vezes, provando a confiança que estão depositando em nós”, completou Thurles.

PRODUTOS EM ASCENSÃO
Durante a manhã de atividades no campus Região das Hortênsias da Universidade de Caxias do Sul, em Canela (RS), as empresas Ifaseg, Mobi Up, Brocker Turismo e Horwath HTL puderam fazer uma introdução sobre seus principais serviços e novidades de interesse para o mercado. Entre os destinos, o município de Parauapebas, no Pará, se destacou revelando a ambição de ser uma das principais opções turísticas do País dentro de dez anos.
 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA