OPERADORAS

Operadora argentina quebra e afeta viagens para Fortaleza


Divulgação
Empresa lamentou o fim das operações em comunicado
Empresa lamentou o fim das operações em comunicado
A Wayla Turismo, empresa argentina que atua com Turismo estudantil há mais de dez anos, anunciou a interrupção das suas operações. A medida violará cerca de 1,7 mil contratos, incluindo 600 clientes com viagens programadas para Fortaleza entre novembro e dezembro, além de passageiros com viagens marcadas para 2020.

A Federação Argentina de Associações de Empresas de Viagens e Turismo (Faevyt) e a Secretaria de Turismo da Argentina se reunirão para decidir o que pode ser feito, já que a segurança de mercado entra em jogo.

A expectativa é que agências e provedores de serviços turísticos colaborem no atendimento dos passageiros em Cuba e no Brasil, destinos atendidos pela operadora de viagens estudantis. No entanto, um dos conflitos é a mudança de destino, já que nenhuma das outras empresas está autorizada a operar em Fortaleza.

Nesta quarta-feira (6), a Wayla Turismo divulgou um comunicado no qual lamenta o fim das suas operações. “Depois de anos de esforço, de inovar em destinos inexistentes, expandir-se em diferentes províncias, abrir filiais, de sempre apostar em mais, encontramos uma situação econômica insustentável. Uma desvalorização de 645% de 2015 até hoje, mais de 300% de inflação”, justifica.

A empresa ainda afirmou que medidas já estão sendo tomadas para realocação de passageiros e colocou à disposição o e-mail: operations3@waylaturismo.com.ar. Mais informações em: waylaturismo.tur.ar.
 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA