Vendas CVC Corp caíram 78% no terceiro trimestre no Brasil

|


A CVC Corp divulgou na madrugada deste sábado, 14, o balanço referente ao terceiro trimestre do ano, quando as vendas estiveram 78% menores que no mesmo período de 2019. O resultado inclui as operações das marcas B2C (CVC, CVC.com, Submarino Viagens, Almundo Brasil e Experimento), B2B (RexturAdvance, Esferatur, Trend, VHC e Visual) e da Argentina (Ola, Bibam e Almundo). A concorrente Despegar divulgou seu balanço ontem, com queda de 86% nas vendas no mesmo trimestre.

As reservas confirmadas no Brasil da CVC Corp somaram R$ 874 milhões no 3T20, queda de 78,2% em relação ao 3T19 pro forma (pois a Almundo e a VHC ainda estavam sendo adquiridas). As reservas confirmadas da CVC Corp, incluindo as operações na Argentina, totalizaram R$1 bilhão no 3T20, queda de 78,6% em relação ao 3T19. No Brasil, o prejuízo foi de R$ 172 milhões. Na Argentina, o prejuízo foi de R$ 41,2 milhões.

A Receita Líquida para as operações no Brasil e Argentina totalizaram R$62 milhões, queda de 86,7% em relação ao 3T19. “Apesar do difícil cenário que vivenciamos ao longo dos últimos dois trimestres, a geração de Caixa Operacional nos primeiros nove meses de 2020 atingiu R$1,2 bilhão, em comparação a uma geração de caixa de R$247,2 milhões ano passado, em função da postergação dos embarques já contratados e redução significativas das novas vendas, aliadas a medidas de contenção de gastos como resposta à crise”, disse a administração no release de divulgação dos resultados.
A empresa destacou que no período conseguiu aumento de capital, com a primeira etapa de subscrição com a
totalidade do montante proposto de R$ 301,7 milhões. Assim, o valor total a ser integralizado via bônus de subscrição pode chegar a mais R$ 401,3 milhões com exercício entre 1º de dezembro de 2020 e 29 de janeiro de 2021. “Em relação às debêntures, estamos em fase final de negociação com os detentores dos papéis para obtenção de waivers e repactuação dos termos das dívidas. A nova data para as Assembleias de Debenturista é 16 de novembro de 2020”, afirma a CVC Corp.

As reservas confirmadas do segmento B2C tiveram queda de 76,6% no 3T20 em comparação ao 3T19 pro forma, totalizando R$452,4 milhões. Já no segmento B2B, as reservas confirmadas recuaram 79,7% no 3T20 versus o 3T19 pro forma, totalizando R$421,6 milhões.

No 3T20 a CVC Corp embarcou aproximadamente 845 mil passageiros no Brasil, uma queda de 74,3% na quantidade embarcada em relação ao 3T19 (base pro forma).

As reservas totais da CVC Brasil tiveram queda de 85,8% no 3T20 em comparação ao 3T19 pro forma, totalizando R$570,3 milhões. Essa queda é decorrente da desaceleração nos segmentos B2C (-90,8%) e B2B (-81,2%), dada a suspensão de viagens a partir de março de 2020 em função da pandemia.

Já a Receita Líquida das operações do Brasil caiu 85,7% no 3T20 em comparação ao 3T19 pro forma, totalizando R$56,9 milhões em linha com a queda das reservas totais. O take-rate (margem) consolidado se manteve estável comparado ao 3T19 pro forma.

Acesse o documento na íntegra.


 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA