Viagens internacionais em 2021: especialistas fazem suas apostas

|


Viagens & Cia
Maldivas: experiências ao ar livre e com a natureza serão os mais buscados
Maldivas: experiências ao ar livre e com a natureza serão os mais buscados
Natureza, experiências autênticas, reconexão e atividades ao ar livre voltam a ser mencionados como as principais tendências na retomada do Turismo no contexto da pandemia, agora em âmbito internacional. A Live PANROTAS - Retomada das Viagens desta semana tratou das viagens para o Exterior em 2021, e convidou operadoras e companhias aéreas para entender como se desenha tal cenário.

Filip Calixto
Diógenes Toloni
Diógenes Toloni
Praias, parques naturais e montanhas devem ser as principais apostas dos agentes de viagens em vendas para fora do Brasil, ao passo em que fronteiras começam a reabrir e o consumidor passa a confiar nos protocolos do setor de aviação e encarar a ideia de tomar voos mais longos.

"Estamos há muito tempo afastados das praias, do por do sol, do luar, do ar puro, e isso vai ser determinante para a decisão dos consumidores ao comprar viagens, independentemente do perfil e da faixa etária", aponta o head de Aviação da Aviareps, Diógenes Toloni.

"Natureza é o grande negócio, não apenas pela segurança de estar ao ar livre, mas pela necessidade do ser humano de se reconectar com ele mesmo. Praticamente todos estamos com a liberdade cerceada, vai chegar o momento de nos libertarmos, e aí é bem mais provável que os destinos de natureza sejam prioridade em detrimento dos centros urbanos", completa o diretor da Viagens & Cia, Thiago Cuencas.

Emerson Souza
Thiago Cuencas
Thiago Cuencas

AMÉRICA DO SUL - ARGENTINA, PERU E CHILE
Além da vasta oferta de natureza do continente, dos desertos às montanhas, das praias às florestas, dos salares aos rios, a segurança de estar "próximo de casa" vai pesar na decisão do brasileiro ao escolher viagens internacionais para 2021.

"A diversidade de natureza do continente permite viagens de esqui, de aventura, ecoturismo e há ofertas para todos os bolsos na região. Além disso, os voos saindo do Brasil aos vizinhos são mais baratos, oferecem boas conexões e não há necessidade de vistos. Isso sem contar a sensação de estar perto de casa em situação de emergência", indica o diretor da Interpoint e VP da Braztoa, Frederico Levy. Sua operadora é uma das referências nacionais em venda de esqui, e ele acrescenta Patagônia e as montanhas argentinas e chilenas para a prática dos esportes de neve no inverno do próximo ano.

Emerson Souza
Frederico Levy
Frederico Levy

A imensidão dos salares de Bolívia e Argentina também é mencionada por Diógenes Toloni como produto com potencial para 2021.

Diretor comercial da Latam Brasil, Diogo Elias reforça a aposta. Um dia depois de a Argentina abrir suas fronteiras para visitantes brasileiros, a companhia aérea já colocou voos ligando os dois países, e a resposta do consumidor foi imediata. Ele garante que isso acontecerá com os outros países sul-americanos, que estão com alta demanda represada.

Divulgação
Diogo Elias
Diogo Elias
Países como Peru e Chile já anunciaram a formatação de seus protocolos e regras para entrada de estrangeiros, mas por ora não oficializaram. Por ora os voos da Latam a esses países são de repatriação. A Colômbia, que já abriu suas fronteiras e nem exige mais o teste PCR negativo a brasileiros, será um dos próximos países a serem anunciados pela Latam, afirma Elias.

ÁFRICA DO SUL
A Latam também pretende voltar e logo com o voo direto para Joanesburgo, uma vez que as fronteiras da África do Sul foram abertas hoje e a companhia não enfrenta mais concorrência no serviço desde a despedida da SAA do País.

Está aí uma das maiores apostas de Thiago Cuencas, da Viagens & Cia. "Além da oferta de destinos exóticos, de natureza, safáris e praias, a África do Sul teve uma desvalorização muito forte na moeda, o que é um fator determinante para um viajante de curto prazo. Com euro e dólar altos, a África do Sul será uma escolha conveniente", sugere.

PARADISÍACOS - MALDIVAS E POLINÉSIA FRANCESA
Seguindo o mesmo critério de ecoturismo como polo principal, o diretor da operadora de luxo também menciona destinos como as Maldivas e a Polinésia Francesa como opção. "Aliás, destinos de praias paradisíacas como um todo. Reforço o caráter de experiências e reconexão que esses lugares têm."

ASSISTA À LIVE
Perdeu a live sobre as viagens internacionais? Assista no player a seguir.

 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA