Operadoras Braztoa ficam abaixo de 50% em vendas em dezembro

|


Divulgação/Secom SC

Em dezembro de 2020, a maioria das operadoras de lazer (69%) do Brasil não vendeu nem metade do volume do último mês de 2019. Feito pela Braztoa, o levantamento ainda aponta que, dessas empresas 31% não alcançaram nem 10% do que foi comercializado em dezembro de 2019. Os rumos da pandemia e o contexto de incertezas fizeram com que a baixa expectativa de faturamento, prevista ao longo dos meses de 2020, se confirmasse, aponta o décimo levantamento mensal da associação de operadoras.

Apesar do cenário complicado, 88% das associadas Braztoa registram que ao menos estão vendendo. “Existe uma movimentação, um interesse entre as pessoas que não veem a hora de relaxar, mudar de ares, agendar suas viagens, mas as comercializações e consultas estão sendo realizadas com muita cautela, já que o cenário de incertezas continua", avalia o presidente da Braztoa, Roberto Nedelciu.

"Esse levantamento foi feito em dezembro, antes do início da campanha de vacinação em território nacional, mais um fator entre muitos outros – como uso de máscara, higienização das mãos e distanciamento social - que pode contribuir para o começo de um período de maior segurança para as pessoas”, completou.

VENDAS PARA 2021

Apesar dos números abaixo dos níveis pré-pandemia no último mês de 2020, houve, em dezembro e janeiro, alta no volume de vendas com embarques para 2021, principalmente no primeiro semestre.

Os embarques até junho de 2021 lideraram as vendas das operadoras Braztoa em dezembro (apontado por 69% das empresas), já as viagens que acontecerão no segundo semestre de 2021 fizeram parte da comercialização de 57% das operadoras.

A lista de destinos nacionais mais comercializados cresceu no período de verão e entre eles figuram: Maceió, Salvador, Fortaleza e Natal, Porto de Galinhas, Gramado, Bonito, Amazonas, Rio de Janeiro (Capital e Serras) e São Paulo (Capital e Interior). Já no internacional, Cancun, Punta Cana, Playa Del Carmen, Maldivas, Dubai, Espanha e Turquia se destacam.
 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA