Blog reflete sobre o cenário de retomada do Turismo

|


Reuters/Roosevelt Cassio
Com o IRRF, as viagens internacionais devem ficar até 33% mais caras ao consumidor
Com o IRRF, as viagens internacionais devem ficar até 33% mais caras ao consumidor
Recentemente, o Imposto de Renda Retido na Fonte (IRRF) de 25% voltou a ser aplicado para enviar pagamentos a fornecedores internacionais de empresas de Turismo. Isso significa que, para os consumidores finais, as viagens internacionais vão ficar até 33% mais caras. Além disso, o setor fica em desvantagem competitiva frente a algumas empresas estrangeiras e online que não são sediadas no Brasil.

No blog Espaço Braztoa, o presidente da entidade, Roberto Nedelciu, explica como esse e outros fatores estão impactando a retomada do Turismo no Brasil e quais são as medidas necessárias para evitar que outras empresas encerrem suas operações permanentemente.
 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA