Saiba o que mudou no bufê dos hotéis durante a pandemia

|

Emerson Souza
Comer em bufê representa um alto risco de contágio de covid-19
Comer em bufê representa um alto risco de contágio de covid-19
Uma das mudanças que a pandemia trouxe para a hotelaria foi em relação ao bufê de café da manhã. De acordo com uma tabela elaborada por epidemiologistas e especialistas em saúde pública da Associação Média do Texas (TMA), comer em bufê representa um alto risco de contágio de covid-19. Assim como nas piscinas, o risco não está na comida, mas nas pessoas e no entorno. Por isso, diversos hotéis e resorts adotaram novos serviços em sua área de alimentos e bebidas, como o à la carte e o bufê assistido (quando um funcionário serve cada hóspede).

No blog Hotel Inspectors, a jornalista Carla Lencastre mostra os caminhos que a hotelaria está seguindo para substituir o serviço de bufê self-service e como as novas medidas impactam o custo operacional e a sustentabilidade dos empreendimentos. Leia o texto na íntegra e confira ainda qual é o papel do hoteleiro, do hóspede e do agente de viagens nesta nova fase da hotelaria.
 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA