PESQUISAS E ESTATÍSTICAS

Número de turistas estrangeiros cresce em 11 Estados


Larissa Faria
São Paulo é a cidade que mais recebe turistas estrangeiros no País; no ano passado, foram 2,2 milhões
São Paulo é a cidade que mais recebe turistas estrangeiros no País; no ano passado, foram 2,2 milhões


Nesta semana, o Ministério do Turismo divulgou o Anuário Estatístico 2019, com dados sobre as viagens no País. As informações apontam, por exemplo, que 11 Estados do Brasil, em todas as regiões, tiveram crescimento no número de turistas internacionais em 2018. São eles: Acre, Amapá, Amazonas, Ceará, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Paraná, Pernambuco, Rio Grande do Norte, Santa Catarina e São Paulo.


Os que mais cresceram no período foram Pernambuco (45,7%), Minas Gerais (44,8%), Ceará (44,1%) e Amapá (31,2%), mas os mais visitados continuam sendo São Paulo (2,2 milhões), Rio de Janeiro (1,3 milhão) e Rio Grande do Sul (1,1 milhão). Em todo o território nacional, a alta foi de 0,5%, com 32.606 viajantes a mais.


MEIOS DE TRANSPORTE

“Temos atacado gargalos históricos para o setor, como a isenção do visto e a abertura do mercado às companhias aéreas internacionais. Tudo isso contribui para estes resultados”, afirma o ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio. Quanto aos meios de transporte, o aéreo é utilizado principalmente para quem vai ao Amazonas, Bahia, Ceará, DF, Minas Gerais, Pará, Pernambuco, Rio de Janeiro, Santa Catarina, São Paulo e Rio Grande do Norte. O terrestre é preferido por quem chega no Acre, Paraná, Rio Grande do Sul, Roraima e Mato Grosso do Sul, e o marítimo é a opção mais escolhida para ir ao Amapá.


PRINCIPAIS EMISSORES

Na região Nordeste, Bahia e Pernambuco são os que mais cresceram quando se trata em receber turistas estrangeiros. No Norte, Amazonas e Amapá; Sudeste, São Paulo e Rio de Janeiro; Sul, Rio Grande do Sul e Paraná; no Centro-Oeste, Mato Grosso do Sul e Distrito Federal.


Entre os países da América do Sul, os argentinos são os que mais nos visitam (na Bahia, Distrito Federal, Minas Gerais, Paraná, Pernambuco, Rio de Janeiro, Santa Catarina, Rio Grande do Sul, São Paulo e Rio Grande do Norte). Os moradores do Suriname se deslocam para o Pará, enquanto os chilenos gostam de visitar o Rio de Janeiro e Santa Catarina.

O Acre é muito visitado pelos peruanos e bolivianos, enquanto Amapá, Pará e Ceará são preferências dos franceses. Pela proximidade, os venezuelanos viajam para o Amazonas e Roraima, enquanto argentinos e paraguaios vão ao Paraná e os bolivianos e paraguaios para o Mato Grosso do Sul. Fora do continente, estão os EUA, que viajam mais para o Amapá, Amazonas, Distrito Federal e Minas Gerais. Há também Portugal, para a Bahia e Rio Grande do Norte, e Itália, para Ceará e Pernambuco.

 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA