PESQUISAS E ESTATÍSTICAS

Geração Y lidera compras pela internet no 2º trimestre do ano

De acordo com a Compre&Confie, empresa de inteligência de mercado focada em e-commerce, a geração Y representou a maior fatia de aquisições feitas pela internet durante o segundo trimestre do ano. Na análise do levantamento, 48,4% dos pedidos on-line foram realizados por pessoas nascidas entre 1980 e 1994, totalizando 18,8 milhões de compras.

“O cenário macroeconômico de desemprego para profissionais recém-formados, muitas vezes sem limite de crédito, contribui para que a geração Z, de pessoas nascidas a partir de 1995, tenham dificuldade de atingir o protagonismo nas compras on-line. É uma situação que deve começar a mudar de figura a partir do aquecimento da economia e geração de empregos”, disse o diretor executivo da Compre&Confie, André Dias.

Reprodução / Pixabay
Geração Y foi responsável por quase metade das compras on-line em abril, maio e junho
Geração Y foi responsável por quase metade das compras on-line em abril, maio e junho
Em termos de faturamento, consumidores da geração Y gastaram R$ 7,8 bilhões em compras ao longo do período analisado, tendo uma média de R$ 416,10 por aquisição. A maior parte do consumo esteve relacionada às seguintes categorias: Moda e Acessórios; Entretenimento; Móveis, Construção e Decoração; Eletrodomésticos e Ventilação; e Brinquedos e Bebês.

“A geração Y tem um perfil de consumo bastante parecido com a geração Z, formada por pessoas que nasceram a partir de 1995. Ambos buscam por comodidade para consumir entretenimento, moda e decoração, por exemplo. Enquanto isso, os consumidores da geração X, nascidos entre 1960 e 1979, buscam mais por artigos para a casa, itens relacionados à saúde e eletrodomésticos. É um perfil similar ao dos Baby Boomers, que nasceram entre 1940 e 1959”, completou o executivo.

Na comparação entre gêneros, as mulheres tiveram um percentual maior que o dos homens, com 51% das compras. Nas gerações Z e Baby Boomers, os homens foram os que mais consumiram pela internet, enquanto nas gerações X e Y, as vendas seguiram o diagnóstico do mercado, com o público feminino mais atuante.

No total, o varejo digital movimentou R$ 16 bilhões no segundo trimestre, considerando 38,9 milhões de pedidos. Em média, cada compra foi de R$ 413,10.
 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA

As mais lidas agora