Conheça os 10 perfis de viajantes que são tendência na retomada

|

Netto Moreira
Os perfis ajudam a entender o cliente e a melhor forma de atender às suas necessidades


Lançado nesta quinta-feira (22) durante live (assista acima) no Portal PANROTAS, com apoio da ELO, o estudo “Jornada dos Viajantes Brasileiros – Insights para o Turismo”, realizado pelo TRVL LAB (uma parceria da PANROTAS com a MAPIE), identificou dez perfis de viajantes que vão ditar as tendências na retomada, separado por atividades profissionais, hobbies e faixas etárias.

Para a diretora da TRVL LAB e da MAPIE, Carolina Sass de Haro, a pesquisa mostra a importância de olhar para cada cliente e entender qual é o perfil de cada consumidor. “Estamos muito contentes com a pesquisa. Essa parceria com a ELO foi muito importante para termos toda essa abrangência e conseguirmos traçar alguns perfis de viajantes. Cada um desses perfis tem características importantes para o negócio. Por isso, é importante ter dados e fatos para entender a melhor forma de atender às necessidades de cada cliente”, explica.

Entre os brasileiros que já viajaram desde o início da pandemia, destacam-se as “Loucas Pelo Brasil”, mulheres apaixonadas em viajar pelo País; e os “Empresários em Férias”, homens da classe A. Além deles, foram identificados perfis como “As Iniciantes”, mulheres na faixa dos 20 anos que estão começando a viajar; “Os Boomers”, viajantes com mais de 60 anos; e “Os Globais”, homens acima dos 45 anos que preferem viagens internacionais.

Para completar, aparecem os perfis “São os filhos que mandam”, mulheres na faixa dos 40 anos que poupam dinheiro para fazer viagens curtas (cujos destinos são decididos pelos filhos); “As profissionais liberais viajantes”, mulheres de 35 anos e profissionais liberais de setores de comunicação e serviços; “As viajantes de negócios globais”, mulheres de 39 anos com posição gerencial em grandes empresas; “Os C-Levels”, homens de 45 anos e proprietários ou diretores de empresas”; e “As corporativas alternativas”, mulheres na faixa dos 35 anos que atuam principalmente no setor de educação de forma autônoma e que se hospedam em casas e apartamentos.

A diretora de Marketing B2B da CVC Corp, Renata Esteves, ressalta que as pessoas estão aproveitando as promoções e a possibilidade de remarcar suas passagens e hospedagens. “Temos notado que elas estão comprando suas viagens com bastante antecedência, com uma média de 90 dias para internacionais e 38 dias para nacionais. O tempo de permanência em viagens no Exterior também aumentou, com uma média de 20 dias, devido principalmente à restrição de circulação nos 14 primeiros dias. Então a pesquisa realmente reflete essa realidade que temos na CVC Corp”, disse.

Clique aqui para ter acesso ao estudo completo. Saiba mais em www.trvl.com.br.
 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA