Viajante tem novas prioridades e motivações para a retomada

|

Divulgação
Viajante está mais disposto a fazer reservas com fornecedores que possuam políticas de inclusão
Viajante está mais disposto a fazer reservas com fornecedores que possuam políticas de inclusão
O Expedia Group aponta mudanças na percepção do Turismo, incluindo a boa aceitação dos passaportes de imunização, o aumento geral do orçamento e uma busca duradoura por mais proteção e segurança financeira. Revelado hoje, o Índice de Princípios do Viajante (Traveler Value Index) analisou as opiniões de 8 mil viajantes para melhor entender seus princípios e expectativas conforme a pandemia começa a ser controlada. Também foram divulgados recortes da pesquisa focados em Hotelaria, Reserva de Viagens, Aviação, Aluguel de Carros e Cruzeiros.

“Diante do aumento das taxas de vacinação e da abertura de fronteiras ao redor do globo, as pessoas estão prontas e ansiosas para viajar. Entretanto, os meses de incerteza estão pesando em suas escolhas de viagens e alterando a convencional crença de que o preço é decisivo na hora de fazer reservas. Estes dados mostram que as pessoas querem reservar com fornecedores de confiança que irão fazer diferença em suas experiências, mantendo-os seguros e protegendo seus investimentos financeiros”, afirmou a presidente do Expedia for Business, Ariane Gorin.

Durante a coletiva de imprensa, os dados do estudo foram apresentados por Greg Schulze, VP de Parcerias Estratégicas do Expedia Group; Hari Nair, VP de Gestão de Hospedagens do Expedia Group; e Paul Bragan, Diretor de Parcerias da Wakefield Research.

PANORAMA POSITIVO
O Traveler Value Index mostra que as pessoas estão fazendo das viagens uma prioridade financeira. Mais de um terço (34%) dos viajantes possui hoje um orçamento maior para as férias do que tinham em 2020. Na realidade, quase um em cada cinco entrevistados (18%) espera que a viagem seja a atividade com a qual irão gastar mais em 2021, no mesmo patamar de gastos substanciais como a renovação da casa (18%) e à frente de entretenimento (12%), aquisição de um carro (11%) ou gastos com saúde (11%). Além disso, mais de um terço (36%) diz que trocaria um aumento salarial por mais dias de férias.

DURAÇÃO E PLANEJAMENTO
Os viajantes estão mudando de ideia sobre a frequência e a duração de suas férias. A maioria (60%) tem dado preferência a viagens domésticas no curto-prazo, porém planejando escapadas com maior periodicidade, com quase a metade (41%) desejando viagens mais frequentes e curtas. O panorama para viagens internacionais também é de melhora, com mais de um quarto (27%) dos entrevistados considerando viajar para outro país dentro dos próximos 12 meses. Além disso, aproximadamente três quartos (71%) dos viajantes dizem estar confortáveis em apresentar um passaporte de imunização para viajar internacionalmente.

NOVAS EXPERIÊNCIAS EM DESTINOS NOSTÁLGICOS
A pesquisa também mostra um desejo crescente por novas e diferentes experiências em destinos nostálgicos, com três quartos (75%) dos viajantes dispostos a visitar um local em que já estiveram antes. Além disso, mais da metade (52%) diz que é provável que vá utilizar um novo meio de transporte e quase um quarto (22%) diz que busca em sua próxima viagem uma experiência única na vida.
Divulgação
NOVAS PRIORIDADES
O Traveler Value Index revela que os viajantes, na hora de realizar as reservas, continuam baseando as escolhas em valores que refletem sua própria visão de mundo. Os viajantes querem apoiar práticas sustentáveis, com três em cada cinco entrevistados (59%) dispostos a pagar tarifas maiores para que suas viagens sejam mais sustentáveis.

Mais que isso, a maioria (65%) está mais disposta a fazer reservas com fornecedores que possuam políticas de inclusão. Isso vale para propriedades que são geridas por mulheres e/ou pessoas negras, que acolhem a comunidade LGBTQIA+ e que se atentam às necessidades de pessoas com deficiência.

O Traveler Value Index elencou outros fatores que moldam as decisões dos viajantes por diversas experiências turísticas, incluindo:
  • A possibilidade de obter reembolsos integrais caso seus planos se alterem;
  • Preços exageradamente baixos causados pela baixa demanda durante a pandemia;
  • Experiências sem contato humano, como entrada em hotéis e aluguéis de temporada sem cartão, check-ins on-line ou bilhetes de embarque digitais;
  • Políticas amigas do meio-ambiente, como a redução do uso de plásticos e a opção por comidas e produtos locais;
  • Procedimentos de limpeza e desinfecção aprimorados;
  • Políticas flexíveis para realizar alterações na reserva;
  • Benefícios e upgrades de primeira linha.

PROTEÇÃO E SEGURANÇA
Proteção e segurança financeira estão no topo das prioridades do viajante. Mais de um em quatro viajantes valorizam a possibilidade de obter reembolsos, particularmente em aéreas (26%) e casas de aluguel (26%), seguido pela melhora em limpeza e desinfecção. Os resultados evidenciam a necessidade de fornecedores do Turismo comunicarem com clareza as políticas de cancelamento e as medidas de higienização praticadas, uma forma de aliviar inquietudes e construir confiança.

Além disso, as pessoas agora têm novos motivos para viajar, indicando que as viagens têm impacto positivo em suas vidas. De acordo com a pesquisa, 56% dos viajantes disseram que as novas experiências são o maior benefício de viajar; 48% disseram que o bem-estar físico e mental é o maior benefício; 51% buscam aprender sobre outras culturas e comunidades nas viagens; e 33% fazem viagens para se tornar uma pessoa diversificada, com repertório cultural.
Divulgação
FAIXA ETÁRIA

O Traveler Value Index também demonstra que os princípios variam de acordo com a faixa etária, indicando que grupos mais jovens se preocupam menos com preços e reembolsos. Isso inclui:

  • Para hotéis e aluguéis de temporada, a valorização do reembolso integral aumenta conforme a idade. Entretanto, viajantes dos Estados Unidos e Japão com menos de 40 anos classificam a limpeza como o fator mais importante nas reservas hoteleiras, também valorizando experiências sem contato humano e benefícios premium.
  • A escolha das passagens aéreas também é moldada pela segurança financeira, com mais de um quarto dos entrevistados (26%) dizendo que a possibilidade de ter um reembolso integral é o fator mais importante. Mesmo assim, viajantes millennials e da geração Z, ou aqueles com menos de 40 anos, valorizam experiências sem contato humano, benefícios de primeira linha e políticas amigas do meio-ambiente mais do que gerações mais velhas.
  • Os millennials norte-americanos, nascidos entre 1981 e 1996, valorizam a flexibilidade na hora de alugar um automóvel, deixando em segundo lugar a possibilidade de realizar mudanças na reserva. A tendência dos millennials norte-americanos de valorizar a flexibilidade também é notada no setor aéreo, demonstrando como a capacidade de realizar alterações sem penalizações é tão desejada quanto a redução nos preços.
  • Cruzeiristas de diferentes países são os únicos a colocar os preços baixos no topo da lista de prioridades. Porém, os viajantes norte-americanos da geração Z, aqueles nascidos de 1997 em diante, ranqueiam as políticas sustentáveis como a segunda dentre as suas prioridades, mostrando que grupos mais jovens tendem a valorizar, além do preço, o impacto ambiental de suas escolhas em viagem.

URBANO X REMOTO
O surgimento de aluguéis por temporada em áreas remotas está aumentando devido ao alto número de viagens para destinos perto de casa. A maior parte dos viajantes (81%) deseja viajar para uma área remota, uma montanha ou uma cidade pequena nos próximos 18 meses. No entanto, as viagens para centros urbanos estão aumentando. As buscas por cidades grandes também estão crescendo: Las Vegas (+40%), Melbourne (+90%), Paris (+30%) e Sydney (+85%).

CÉU E MAR
Segundo o Traveler Value Index, metade dos viajantes (50%) planejam viajar de avião nos próximos 12 meses, enquanto dois terços preferem ir de carro. Enquanto isso, um em cada 10 viajantes disse que planeja fazer uma viagem de cruzeiro, sendo que quase metade (44%) das novas reservas de cruzeiro nos Estados Unidos é para embarques em 2021, o que demonstra que as pessoas desejam fazer esse tipo de viagem o quanto antes e o estadunidense não perdeu a paixão por viagens marítimas.

Confira o relatório completo do Traveler Value Index, assim como recortes da pesquisa focados em Hotelaria, Reserva de Viagens, Aviação, Aluguel de Carros e Cruzeiros.

A pesquisa Traveler Value Index do Expedia Group foi realizada pela Wakefield Research entre 16 de Abril e 7 de Maio de 2021. Foram entrevistados 8 mil adultos com mais de 18 anos, representando oito países: Alemanha, Austrália, Canadá, Estados Unidos, França, Japão e Reino Unido.
 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA