Beatrice Teizen   |   12/12/2022 15:53

WTTC anuncia visão para reverter perda de biodiversidade até 2030

Iniciativa vê o setor global de viagens e Turismo apoiando e inspirando governos, empresas e a sociedade

Pixabay
Iniciativa vê o setor global de viagens e Turismo apoiando e inspirando governos, empresas e a sociedade
Iniciativa vê o setor global de viagens e Turismo apoiando e inspirando governos, empresas e a sociedade
Durante a COP15, realizada hoje (12), em Montreal, no Canadá, o Conselho Mundial de Viagens e Turismo (WTTC), a Organização Mundial de Turismo das Nações Unidas (OMT) e a Aliança de Hospitalidade Sustentável anunciaram uma nova colaboração que reunirá os setores público e privado em uma visão compartilhada para deter e reverter a perda de biodiversidade até 2030.

A iniciativa vê o setor global de viagens e Turismo apoiando e inspirando governos, empresas e a sociedade a implementar a Estrutura Global de Biodiversidade pós-2020 e ajudar a transformar o relacionamento da indústria com o mundo natural.

Os signatários da visão se comprometeram a adotar uma abordagem positiva da natureza para o Turismo, integrando as salvaguardas da biodiversidade, reduzindo as emissões de carbono, o impacto da poluição, o uso insustentável dos recursos e protegendo e restaurando a natureza e sua vida selvagem.

Esta colaboração segue o lançamento do relatório ‘Nature Positive Travel & Tourism’ do WTTC, que foi criado em conjunto com a ANIMONDIAL, e se concentra em interromper e reverter os danos à natureza para que o mundo vivo possa se recuperar de seu atual estado de esgotamento. Isso envolve minimizar os danos contínuos e tomar medidas positivas para restaurar a natureza para produzir um benefício geral para a biodiversidade e ajudar a alcançar o Net Zero.

Até agora, quase 150 organizações se inscreveram na visão, incluindo grupos internacionais de hotéis, operadoras de Turismo, agentes de viagens, destinos e instituições internacionais de caridade para a vida selvagem.

Complementando o poder do setor privado, a OMT, como a voz do setor no nível de governança global, trabalhará para trazer governos e organizações internacionais a bordo e anunciar a visão compartilhada do Turismo como um pilar da conservação da vida selvagem e proteção do habitat.

Integral a isso será um maior reconhecimento da importância dos oceanos limpos para o setor, com cerca de 40% da ‘Economia Azul’ global relacionada ao Turismo, de acordo com dados da OMT.

“Viagens e natureza estão intrinsecamente ligadas. Milhões de pessoas viajam para explorar a natureza e sentir uma conexão que não podem obter através das telas de computador. Seja caminhando para ver os gorilas da montanha em Ruanda ou mergulhando com snorkel no Mar Vermelho, as pessoas querem ver a vida selvagem. Este setor gera mais de US$ 340 bilhões por ano e sustenta mais de 21 milhões de empregos em todo o mundo. Esta colaboração, liderando a visão do setor de deter e reverter a perda da natureza até 2030, mostra nosso compromisso de preservar o planeta para as gerações futuras”, diz a presidente e CEO da entidade, Julia Simpson.

Tópicos relacionados

 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA

Mais notícias