Desafio Turistech 2021 premiará projetos inovadores no Brasil

|


Shutterstock
Ministério do Turismo e Wakalua acabam de lançar a ação; inscreva-se
Ministério do Turismo e Wakalua acabam de lançar a ação; inscreva-se

O Ministério do Turismo, junto ao Wakalua Innovation Hub, lançou nesta segunda-feira (27), Dia Mundial do Turismo, o Desafio Turistech 2021, iniciativa que conta com apoio do Sebrae e do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações. O objetivo central do Turistech é revelar os principais projetos e pessoas inovadoras que atuam no turismo brasileiro, impulsionando o setor por meio da inovação. O Desafio Turistech está com inscrições abertas que podem ser feitas aqui.

Durante o lançamento, o presidente do Sebrae, Carlos Melles, destacou que o momento é muito oportuno para desenvolver programas que incentivem a retomada do setor de Turismo. Para Melles, o avanço da vacinação também irá contribuir com esse movimento. “As pessoas estão se sentindo cada vez mais seguras em voltar a viajar. Iniciativas como o Desafio Turistech fomentam a inovação e a tecnologia no turismo e têm todo apoio do Sebrae”, afirmou.

O secretário executivo do Ministério do Turismo, Daniel Nepomuceno, observou que nesta edição o Desafio Turistech está mais amplo, contemplando outros atores do ecossistema turístico. “Vamos trabalhar com startups, empresas, destinos turísticos e acadêmicos que contribuem com inovações para o crescimento do Turismo brasileiro”, disse. Segundo ele, essa ampliação é importante, pois reforça o elo do turismo com a inovação, “prezando sobretudo pela segurança dos turistas”.

Na oportunidade, o gerente de competitividade do Sebrae, César Rissete, acrescentou que o Turismo demanda por soluções que podem sair do Desafio Turistech. “O setor de Turismo é um dos que mais movimenta pessoas e a economia brasileira. A pandemia trouxe novas circunstâncias, e, agora, temos a oportunidade de dar visibilidade às startups e empresas que desenvolvem inovações e impulsionam o turismo no pós-pandemia. Tenho certeza que os resultados serão surpreendentes”, incentivou.

De acordo com o CEO da Wakalua, Lisandro Menu-Marque, o desafio irá despertar inovações que impactarão o mundo. “Convoco todo o setor de indústria, tecnologia e inovação. Queremos provocar no Brasil uma revolução tecnológica no turismo. Não precisa ser somente sol e praia, temos que agregar valor aos produtos e serviços brasileiros de maneira global”, completou.

DESAFIO TURISTECH

Estão abertas até o dia 1º de novembro as inscrições para o Desafio Turistech 2021, o projeto busca startups, projetos, empresas e projetos acadêmicos que tenham alguma solução inovadora para o Turismo. Serão aceitas iniciativas em temáticas como economia criativa, digitalização de negócios, domótica e automação, Turismo em áreas naturais, desenvolvimento sustentável, nomadismo digital, personalização das experiências, inserção digital dos micro e pequenos negócios, destinos inteligentes, entre outras. Os participantes serão avaliados em critérios como inovação, grau de desenvolvimento, perfil e histórico da equipe, sustentabilidade e contribuição com a sociedade.

Os vencedores podem ganhar, além da visibilidade nacional e internacional, uma viagem à Madri para a Fitur 2022, o maior evento de turismo do mundo; doze meses de associação ao Wakanda Innovation Hub; classificação para as semifinais da edição de 2022 da competição global de startups da OMT e participação em um programa de formação. Acesse aqui e veja todas as informações sobre o Desafio.

TENDÊNCIAS DO TURISMO

De acordo com o estudo elaborado pelo Sebrae Rio, para que as empresas do setor voltem a faturar, elas terão que adotar os protocolos de segurança e aderir às novas tecnologias com o intuito de garantir aos clientes mais confiança no empreendimento. Como inovações sugeridas pelo estudo do Sebrae, estão a inclusão de check-in e check-out digitais, a identificação digital dos viajantes, pagamento por aproximação, o uso de internet das coisas, realidade virtual e inteligência artificial, entre outros.

É importante que as empresas se aproximem dos clientes, diversifiquem seu portfólio, adotem lições de boas práticas e mecanismos que assegurem ao cliente segurança sanitária, utilizem tecnologias que possibilitem o Low Touch (pouco contato), implementem nos seus modelos de negócios e serviços de tendências como: workation, ecoturismo e experiências e tenham uma organização para lidar com necessidade de adiamentos, cancelamentos de reservas.

O estudo ainda revela que o turismo de luxo aprece com uma forte demanda e indica caminhos para que as empresas possam atingir esse nicho. Dentre as dicas da instituição, estão o turismo gastronômico, prestação de serviços exclusivos de bem-estar, aluguel de suítes para microcelebrações ou de espaços inteiros e a oferta de passeios personalizados. O Turismo de Charme também é uma boa oportunidade para atrair turistas.
 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA