Buser inicia venda de ônibus com hospedagens

|


Divulgação
Buser vê oportunidade sobretudo devido ao aumento do tíquete médio aéreo no Brasil
Buser vê oportunidade sobretudo devido ao aumento do tíquete médio aéreo no Brasil

A Buser está atacando de OTA e acaba de lançar a venda de pacotes de viagem de ônibus com hospedagem. Conhecida como "a uber do setor rodoviário", a plataforma, que chega a sete milhões de clientes cadastrados e também trabalha com agentes de viagens, dá um passo adiante em seu escopo de atuação.

Inicialmente, a Buser está vendendo pacotes que incluem deslocamento pelo modelo de fretamento colaborativo para o hóspede ficar em hotéis três estrelas ou resorts, disponíveis para duas, quatro ou seis diárias. As viagens saem de São Paulo, Rio de Janeiro e Belo Horizonte (MG), em ônibus executivo e semi-leito.

A oportunidade enxergada no novo modelo de negócio se deve principalmente à alta no tíquete médio do bilhete aéreo no País. “Com o aumento no preço das passagens aéreas e a nova dinâmica do Turismo interno e de proximidade, vimos mais uma oportunidade para colocar o ônibus na agenda dos turistas. Os pacotes trazem um serviço de valor agregado ao nosso produto de fretamento, facilitando a vida dos viajantes. Por que não então testar mais esse modelo?”, ressalta a diretora de Novos Negócios da Buser, Gabriela Miranda.

Opções de hospedagem na plataforma Buser estão inicialmente disponíveis em Cabo Frio (RJ) e no Rio de Janeiro (Copacabana). Há também opção de viagem mais curta para Olímpia (SP), com hospedagem em resorts. Isso tudo para quem embarca em São Paulo.

Já quem embarca no Rio de Janeiro pode viajar para São Paulo, Paraty (RJ) e Búzios (RJ).

Os viajantes que saem de Belo Horizonte têm opção em Guarapari (ES), Cabo Frio e capital fluminense.

"Como as origens e destinos são escolhidos de acordo com o feedback dos clientes, a ideia é ampliar a outras cidades à medida que o serviço for crescendo", aponta Gabriela Miranda.

Saiba mais em https://gp.buser.com.br/pacotes

SINDICATO PROTESTA
O Sindicato das Empresas de Transportes de Passageiros do Estado de São Paulo (Setpesp) se manifestou ao ver a notícia publicada no Portal PANROTAS. Um porta-voz do Setpesp acusa a Buser de atuar de forma irregular.

Leia na íntegra:
Caros (as) redatores do PANROTAS,

Com relação à matéria Buser inicia venda de ônibus com hospedagens | Mercado (panrotas.com.br), gostaríamos apenas de ressaltar que a Buser é uma startup que intermedia, de forma irregular, passagens rodoviárias.

A Buser pratica concorrência desleal ao atuar à margem da regulamentação do mercado de transportes. Sem obedecer a regras, pode oferecer preços mais baixos, aproveitando o "filé" do mercado. enquanto o resto fica sob responsabilidade das empresas regularizadas. Isso, contudo, desequilibra o mercado e ameaça a continuidade dos serviços para todos.

O transporte regular de passageiros exige compromissos com qualidade, regularidade, universalidade, o que implica a prestação do serviço em horários e itinerários fixos em condições determinadas, pois fornece um serviço essencial, garantido pela Constituição, e fundamental para a qualidade de vida e funcionamento da economia.

A tentativa de entrada da Buser no transporte regular de passageiros é ilegal e tem sido vedada pela Justiça, pois desestabiliza o sistema e coloca em risco a continuidade da prestação do serviço em condições de universalidade e regularidade.

A empresa tem mais de 10 mil postagens no site Reclame Aqui e é presença frequente em fóruns e redes sociais em relatos sobre atrasos, cancelamentos, problemas e inconvenientes.

Há decisões judiciais impedindo a atuação da Buser, em extensões diversas, em Estados como Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Paraná, São Paulo, Minas Gerais, Bahia e Ceará, com dezenas de processos em trâmite em todo o país.

Ficamos à disposição para maiores esclarecimentos.

Sindicato das Empresas de Transportes de Passageiros do Estado de São Paulo (Setpesp).


*Nota atualizada às 16h15 com posicionamento do Setpesp.
 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA