Kayak aponta destinos mais buscados no primeiro semestre

|

Flickr/ Alexander De Leon Battista
No ranking internacional, Lisboa (foto) assumiu a liderança
No ranking internacional, Lisboa (foto) assumiu a liderança

O primeiro semestre de 2018 está chegando ao fim e, aproveitando o momento, o Kayak revelou quais foram os destinos nacionais e internacionais mais populares. O levantando ainda aproveitou para analisar quais as cidades também aparecem em alta, levando em conta o crescimento das buscas.

De acordo com o levantamento, São Paulo e Rio de Janeiro lideram as preferências nacionais, atraindo muitos viajantes com finalidades comerciais e profissionais, para além de seus potenciais turísticos. A relevância de Fortaleza, contudo, é reforçada.

"O turismo local tem recebido uma série de investimentos e, com novas conexões para a Europa, a relevância do destino deve crescer ainda mais nos próximos meses”, afirma o líder de Operações do Kayak, Eduardo Fleury.

Já em âmbito internacional, Lisboa, que já vinha crescendo desde o ano passado, desbancou a liderança de Miami. Além disso, outro destaque vai para Buenos Aires, que ultrapassou Paris e Santiago.

Confira a seguir.

Destinos mais buscados no 1º semestre de 2018
NacionaisInternacionais
São PauloLisboa
Rio de JaneiroMiami
FortalezaOrlando
SalvadorNova York
RecifeBuenos Aires
Porto AlegreSantiago
BrasíliaParis
MaceióRoma
Belo HorizonteMadri
FlorianópolisLondres

O estudo também identificou os dez destinos nacionais e internacionais que mais cresceram nas buscas, levando em conta o percentual de buscas no mesmo período do ano passado.

Destinos em alta
NacionaisInternacionais
CidadeAumentoCidadeAumento
Maceió122%Santiago75%
Fortaleza101%Buenos Aires59%
Porto Alegre94%Cancún54%
Natal88%Lisboa51%
Recife87%Boston39%
Salvador77%Nova York36%
Florianópolis72%Lima34%
São Paulo70%Las Vegas29%
Belo Horizonte62%Orlando26%
Curitiba52%Roma21%

Em relação aos destinos em alta, Maceió aparece como um destaque nacional e a importância de Fortaleza é reforçada. Sobre os internacionais, a pesquisa aponta pela tendência de destinos latino-americanos.

“Neste primeiro semestre ainda há muitos destinos nos Estados Unidos em alta. Contudo, alguns fatores, como a alta do dólar, têm impactado as buscas dos brasileiros, mais atentos a opções domésticas e na América Latina. Na retrospectiva de final de ano, é possível que tenhamos um resultado bem diferente”, destaca Fleury.

Para mais informações, acesse aqui.
 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA