MSC Cruzeiros é premiada em fórum global de sustentabilidade

|


Divulgação
A companhia investirá 5 bilhões de euros em cinco navios movidos a GNL, que iniciarão serviço entre 2022 e 2027.
A companhia investirá 5 bilhões de euros em cinco navios movidos a GNL, que iniciarão serviço entre 2022 e 2027.
A indústria marítima global reconheceu os esforços direcionados à sustentabilidade da MSC Cruzeiros com o Prêmio Netuno de 2019, como “Greenest Shipowner of the Year”, durante o Fórum Global de Transportes Marítimos e Portos Sustentáveis, em Copenhague, na Dinamarca. O prêmio é concedido anualmente a uma companhia de navios que demonstre excelência na redução do impacto ambiental da operação diária de sua frota.

"Estou particularmente feliz que colegas de toda a indústria naval tenham reconhecido nosso compromisso contínuo e duradouro em proteger o ambiente em que operamos, com atenção especial para as comunidades das cidades portuárias de todo o mundo onde nossos navios fazem escalas. A nossa tem sido uma jornada baseada em melhoria contínua, com foco em reduzir continuamente o impacto ambiental de nossas operações, tanto no mar quanto em terra”, afirma o presidente executivo da MSC Cruzeiros, Pierfrancesco Vago.

A companhia está em busca de alcançar um futuro de “impacto zero”, desenvolvendo e implantando tecnologias marítimas para preservar e proteger o meio ambiente em toda a sua frota. Um dos principais focos está na melhoria da qualidade das emissões atmosféricas. Atualmente, 74% da capacidade de passageiros da MSC Cruzeiros já está coberta por sistemas híbridos de limpeza de gases de escape e, até 2021, a frota inteira estará equipada.

Todos os navios da frota são dotados ainda com sistemas modernos para tratamento de águas residuais e para reduzir e reutilizar resíduos sólidos. Além disso, serão investidos 5 bilhões de euros em cinco navios movidos a GNL, que iniciarão serviço entre 2022 e 2027, e os navios lançados a partir de 2017 podem se conectar à rede elétrica local no porto - tecnologia que também será instalada em navios anteriores.
 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA