AEROPORTOS

Embraer vende cinco E-Jets para aérea sul-africana

Divulgação
A Airlink, companhia aérea independente da África do Sul, irá adquirir cinco E-Jets, sendo três E170s e dois E190s, da ECC Leasing, subsidiária integral da Embraer. Com isso, a companhia será a primeira do país a operar com as aeronaves, que serão entregues a partir do primeiro semestre deste ano.

O negócio ocorre poucos dias após a Embraer assinar uma encomenda de 15 jatos E2 para a norueguesa Wideroe.

De acordo com a Embraer, a Airlink já opera com aeronaves ERJ. Em dezembro do ano passado, a companhia aérea começou a adicionar 11 jatos ERJ 140 à sua frota. Até o final do quarto trimestre de 2017, a companhia contará com ERJs, incluindo os três tipos – ERJ 135, ERJ 140 e ERJ 145.

"Este é o início da implementação de uma estratégia bem planejada de crescimento e modernização da Airlink, que inclui a substituição de nossa atual frota de Avro RJ85s nos próximos três anos. A estratégia exige um total de 13 E-Jets e estamos no processo de terceirização do equilíbrio do requisito de frota - um adicional de 8 E190s - do mercado", afirma o CEO da Airlink, Rodger Foster.

Atualmente, 127 aeronaves Embraer operam com 39 companhias aéreas em 19 países africanos. As aeronaves da Embraer operam na África desde 1978, quando o primeiro turbopropulsor Bandeirante chegou ao continente.
 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA