Acionista entra com processo contra acordo United/Avianca

|


Divulgação/Avianca Holdings
Há um mês, United e Avianca Holdings anunciaram estar em conversas para estreitar relações e expandir negócios. Uma reportagem publicada no portal Skift afirma que tal movimentação não foi tão bem recebida pelo segundo maior acionista do grupo sul-americano, a Kingsland Holdings, que estaria processando tanto United e Avianca quanto o presidente da colombiana, Germán Efromovich.

A matéria afirma que o processo foi enviado na última terça-feira à Suprema Corte de Nova York, nos Estados Unidos. No documento, a acionista firma que Efromovich negociou secretamente uma parceria estratégica e um empréstimo de US$ 800 milhões entre as aéreas.

A Kingsland também afirma que o presidente da Avianca Holdings teria em mãos propostas mais vantajosas, vindas de pelo menos duas grandes companhias aéreas globais, mas que teria optado pela United “por benefício próprio”.

“A transação não mostra a grande recompensa que a United está pagando pela parceria com a Avianca – que, calcula-se, proveria aos americanos um lucro anual estimado em US$ 75 milhões”, diz o texto.


*Fonte: Skift

conteúdo original: http://bit.ly/2mtUutl
 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA