Turista espanhola é morta a tiros na favela da Rocinha

|

Uma turista espanhola, identificada como Maria Esperanza Ruiz Jimenes, de 67 anos, morreu após ser baleada na Rocinha, nesta segunda-feira, em mais uma manhã de tiroteios na comunidade. Por meio de nota, a Polícia Militar informou que o carro no qual ela estava furou um bloqueio feito pelos policiais e, por isso, os PMs fizeram disparos contra o veículo.

A PM informou que só constatou se tratar de uma turista após abordar o carro. A Corregedoria da corporação está apurando o caso. A Secretaria de Estado e Segurança diz que lamenta a morte que vai acompanhar a investigação.


Maria Esperanza chegou a ser socorrida, mas morreu ao dar entrada no Hospital Miguel Couto, na Gávea, também na Zona Sul. Ela estava acompanhada do cunhado e do irmão.


Em nota, a Secretaria de Estado de Segurança lamentou a morte da turista espanhola e afirmou que acompanha a apuração dos fatos junto à Corregedoria da Polícia Militar e à Divisão de Homicídios da Polícia Civil, que investiga o caso.


Há mais de um mês, a Rocinha vive uma rotina de confrontos. Os tiroteios se intensificaram com a disputa entre traficantes, onde o bando de Rogério Avelino, o Rogério 157, e o do seu antigo chefe, Antônio Bonfim, o Nem, disputam o controle do tráfico de drogas.

Desde então, tiroteios são rotina na comunidade e também em outras favelas do Rio – locais para onde Rogério 157 e outros traficantes podem ter fugido. Nesta segunda, o prefeito Marcelo Crivella pediu a volta das Forças Armadas à Rocinha.


*Fonte: G1

conteúdo original: https://glo.bo/2gBqWZk
 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA