Brasil deve receber 3,5 milhões de estrangeiros no verão

|

Riotur / Alexandre Macieira
Rio de Janeiro deve manter o posto de cidade brasileira mais visitada no País
Rio de Janeiro deve manter o posto de cidade brasileira mais visitada no País
A expectativa do Turismo brasileiro para este verão é alta, se considerar os visitantes estrangeiros que devem chegar em terras brasileiras. Segundo comunicado da Embratur, a expectativa é que nesta temporada, que começa hoje (21) e vai até o final de março, cerca de 3,5 milhões de turistas internacionais desembarquem no Brasil, um salto de 11% em relação ao último verão, ou 360 mil turistas a mais, e que pode representar uma injeção de US$ 3,15 bilhões na economia brasileira.

A entidade, que promove o Brasil no Exterior, citou ainda uma série de fatores que consideram determinantes para o aumento de visitantes no País, como uma melhora na infraestrutura pós-grandes eventos e o câmbio favorável frente aos países latino-americanos.

“Estamos investindo nos mercados vizinhos, que são os maiores emissores. O câmbio, atualmente, está favorável para os argentinos, paraguaios, uruguaios e chilenos, por exemplo; há maior oferta de voos internacionais para o Brasil, e nossa rede hoteleira também cresceu para atender esta demanda”, explicou o presidente da Embratur, Vinicius Lummertz.

O aumento da conectividade pôde ser visto já neste dezembro de 2017, com um aumento de 8,5% no número de voos internacionais com destino ao Brasil, e de 11,8% em número de assentos disponíveis, comparando com o mesmo mês de 2016.

Outro fator citado pela entidade como determinante para o aumento de turistas estrangeiros será o início da emissão de vistos eletrônicos. O novo modelo, que deve entrar em vigor até o final do ano e beneficiará viajantes da Austrália, Estados Unidos, Japão e Canadá, proverá o visto em no máximo 72 horas após a solicitação, ao custo de US$ 40. Isso deve acarretar, segundo o Ministério do Turismo, um aumento de até 25% no número de estrangeiros destes quatro países entrando no Brasil.

“Estamos quebrando barreiras para o Turismo. Ontem (20) a Câmara dos Deputados aprovou o acordo Céus Abertos com os Estados Unidos e o projeto que moderniza a Embratur, transformando-a em Agência, e atualiza também 132 artigos da Lei do Geral do Turismo”, reforça Lummertz, citando ainda a abertura do capital das empresas aéreas, que está para ser votado pelo congresso .

"O Turismo pela primeira vez está entrando nas agendas econômica e política brasileira. Há avanços, e poderemos fazer ainda mais pela promoção no exterior com a transformação da Embratur em agência”, finalizou o presidente da Embratur.

2,3 MILHÕES DA AMÉRICA LATINA

Dos 3,5 milhões de turistas que devem chegar ao Brasil durante o verão, pelo menos 2,3 milhões são latino-americanos, segundo a Embratur. O principal emissor deve ser a Argentina, de onde espera-se 2 milhões de visitantes, seguido de Estados Unidos; Paraguai, Chile e Uruguai devem completar o ranking de maiores emissores.
 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA