Parque natural dos EUA oferece mergulho e hospedagem

|

Divulgação/Dry Tortugas National Park
Apesar do seu tamanho gigante - são mais de 260 quilômetros quadrados de área - o Dry Tortugas National Park ainda passa despercebido pelos olhos de muitos turistas que vão até a Flórida, nos Estados Unidos. O local é chamado por muitos dos que o visitam de paraíso.

O parque recebe anualmente 60 mil visitantes, mas esse número poderia ser muito maior, considerando a quantidade de atrações que o local oferece. A localização do parque já é algo que o diferencia de todos os outros dos EUA: para chegar no Dry Tortugas, só de barco ou de hidroavião.

O parque, que fica no oceano, é cercado por sete ilhas. O local vive em constante ameaça, já que por conta do aquecimento global o nível do mar tem elevado. Não faltam atividades para os que visitam o parque, desde atrações históricas até outras radicais.

Divulgação/Dry Tortugas National Park
É neste parque que está localizado o Fort Jefferson, que foi construído depois da guerra de 1812, quando os EUA levantou uma série de fortes para proteger a costa do país. O local também já foi residência de cerca de 1,700 pessoas e já funcionou como prisão.

No parque e nas águas ao seu redor é possível praticar o snorkeling. As águas do local são morada de mais de 67 acres de corais aquáticos, que ficam em uma área protegida da grande população. Por essa razão, a vida subaquática da região é uma das mais preservadas dos Estados Unidos.

Com águas claras e cristalinas, é possível observar de perto a natureza do local. Para os que passam a noite no parque, é recomendado levar um lanterna de mergulho, para mergulhos noturnos. A prática do mergulho com equipamentos também é liberada no local. O parque ainda conta com uma praia que é praticamente exclusiva daqueles que visitam o Dry Tortugas.
Divulgação/Dry Tortugas National Park
Os que querem ter uma experiência completa de imersão no parque ainda podem pernoitar no local, em acampamentos próximos ao Fort Jefferson. O próprio parque disponibiliza aos visitantes dez barracas para hospedagens individuais ou em grupo. Para passar a noite no parque é preciso desembolsar U$ 15 por noite e o tempo máximo de estada é de três dias.

A melhor época para visitar o parque é no verão - que começa em pouco tempo no hemisfério norte - já que nesse período as águas ficam ainda mais claras. Além disso, é no verão que as tartarugas saem do mar e deixam seus ovos na areia. Veja mais fotos do parque no álbum.


*Fonte: Thrillist

 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA