MTur e Iata se reúnem; abertura ao capital externo em pauta

|

Roberto Castro/ MTur
Marx Beltrão se reúne com representantes da Iata para debater aviação nacional
Marx Beltrão se reúne com representantes da Iata para debater aviação nacional
A Associação Internacional de Transporte Aéreo (Iata) se reuniu nesta semana com o ministro do Turismo, Marx Beltrão, para traçar pautas com enfoque no fortalecimento do setor aéreo no Brasil. Segundo o site da MTur, foram debatidas pautas conjuntas das duas entidades, como melhorias na infraestrutura de aeroportos e concessão de alguns deles.

Para o diretor de Relações Externas da Iata no Brasil, Marcelo Pedroso, presente na reunião, uma aproximação da indústria aérea com o segmento turístico é um caminho natural devido à complementação entre as duas áreas, e isso poderia ser feito através de ações conjuntas da Iata com o MTur. Ele argumenta ainda que o transporte aéreo é responsável por 1,4% do PIB nacional, o que corresponde a uma contribuição de US$ 32,9 bilhões, além da geração de 1,1 milhão de empregos.

“Acredito que a melhoria da infraestrutura de aeroportos e ampliação da malha aérea no Brasil é benéfico tanto para o setor aéreo como também para o Turismo nacional, uma vez que os destinos turísticos se tornarão mais acessíveis aos turistas nacionais e estrangeiros que desejam conhecer o país”, avaliou Marcelo Pedroso.

“Os investimentos que vem sendo feitos pelo governo para a construção de aeroportos dentro do programa Agora, é Avançar mostram o compromisso em melhorar a infraestrutura aeroportuária cada vez mais contribuindo de maneira determinante para o avanço do Turismo e nosso País, e a Iata é um parceiro importante”, afirmou ainda Marx Beltrão.

Participaram da reunião ainda o diretor de Relação Externas Iata do Escritório Central de Genebra, Simon Ralph, e do diretor de Relações Externas da entidade para Caribe e América Latina, Oracio Marquez.

ABERTURA DA AVIAÇÃO NACIONAL PARA CAPITAL ESTRANGEIRO EM PAUTA
Beltrão destacou durante a reunião a importância do trabalho de ambas em parceria, e um dos assuntos em comum tratados foi a abertura do mercado das aéreas nacionais ao capital estrangeiro, permitindo que investidores de outros países atuem no Brasil.

Uma pesquisa recente comandada pelo MTur revelou que a oferta de voos pelo Brasil é considerada insuficiente ou pouco suficiente para 36% dos brasileiros, enquanto 41,7% considera a malha aérea brasileira suficiente. No mesmo estudo, foi apontado que, para incrementar o número de voos, é defendida a entrada de mais companhias aéreas no Brasil.


*Fonte: MTur

conteúdo original: http://bit.ly/2BzuK2Q
 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA