As vantagens da geração Y no ambiente de trabalho

|

G-Stockstudio/Shutterstock
A geração Y (nascidos entre 1981 e 1994) têm sido motivo de muito estudo entre os especialistas em comportamento humano, e as razões são muitas, desde o comportamento deles em locais de trabalho até mesmo na vida social.

No entanto, a relação entre a geração Y e o mercado de trabalho é algo que tem chamando a atenção de muitas pessoas e estudiosos. Há quem diga que são mais empenhados e valorizam mais o emprego, e já há quem fale que eles não são “leais” às empresas pela mudança constante de empregos.

Para Jason Dorsey, um dos cofundadores do Center for Generational Kinetics e especialista em millennials, uma das características que mais distinguem os integrantes da geração Y dos outros profissionais são a conectividade e a exposição constante à informação. Dorsey ainda afirma que se os millennials tivessem algo de nascença em comum seria a internet. Apesar disso tudo, os jovens da geração Y tem muito a oferecer para seus empregadores e as características de sua geração são alguns dos pontos fortes dos millennials.

Veja algumas dos principais vantagens dos integrantes da geração Y.

Logo que contratado, um típico representante da geração Y espera fazer algo importante. Eles têm uma sede de se envolver com o trabalho rapidamente, e essa é uma qualidade valorizada pela maioria dos empregadores.


Outro traço dos millennials é o forte desejo de mudar e reinventar processos no trabalho. Eles querem sempre trazer um olhar alternativo para diversas questões, o que é essencial para a inovação.
A geração Y tem potencial para ser extremamente bem informada. Isso se dá pelo fato de terem muita facilidade em usar ferramentas tecnológicas e estarem habituados à conectividade.
Apesar da ânsia por trabalho, o grupo apresenta uma preocupação com qualidade de vida. Mas os jovens desse grupo sempre podem aceitar acordos variáveis sobre remuneração e benefícios.

Os profissionais nascidos entre 1981 e 1995 veem no trabalho uma parte essencial de suas identidades. Este é um dos motivos pelos quais eles rejeitam vagas que não estão alinhadas com os seus objetivos e crenças pessoais.


*Fonte: Exame

 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA