TURISMO

Intercâmbios: franquia de baixo custo busca empresários


Divulgação/Travelmate
Uma das unidades Travelmate pelo Brasil. Franqueada já tem quase uma década
Uma das unidades Travelmate pelo Brasil. Franqueada já tem quase uma década

Com cerca de dez anos de mercado e 40 lojas no Brasil, a franquia de intercâmbio Travelmate busca expandir atraindo interessados em abrir unidades no País e no Exterior em um modelo de baixo custo.

Por exemplo, sua recém-aberta unidade em Winnipeg, no Canadá, necessitou de um investimento inicial de R$ 10 mil e a expectativa é de faturar a partir de R$ 30 mil por mês. A empresa garante que as bases são as mesmas para abertura de agências no Brasil. O modelo de trabalho na unidade canadense é home-office.

Segundo o diretor de Expansão da rede, Mauricio Buerger, o objetivo é oferecer uma oportunidade acessível para quem deseja iniciar um negócio fora do Brasil. “Procuramos pessoas que gostem de viajar e adquirir conhecimento e queiram transformar isso em negócio. É uma ótima oportunidade para empreender no Exterior, especialmente em um momento de instabilidade no País – fora que a franquia já traz tudo formatado e um modelo de sucesso comprovado”, garante.

A Travelmate oferece programas de estudo, trabalho, high school (Ensino Médio) e higher education (graduação e pós-graduação) para mais de 30 destinos, como Estados Unidos, Canadá, Austrália, Nova Zelândia e Irlanda. A agência garante ainda pacotes de viagem e serviços como hospedagem e locação de veículos.

Para os que preferem abrir loja física em vez do home-office, há o modelo premium. Aos que apostam mais alto na franquia, o modelo Master garante exclusividade em um Estado inteiro. "O tempo de retorno é de seis a 24 meses. Não é necessária experiência no segmento. No Brasil, a Travelmate quer chegar a mais cidades do interior paulista, Rio Grande do Sul, Centro-Oeste e Nordeste", divulga a empresa. "Nossa franquia já fatura R$ 30 milhões."

Saiba mais em www.travelmate.com.br.


 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA