TECNOLOGIA

Veja dicas de aplicativos para não perder o ônibus em SP


Dar aquela corridinha básica para pegar o ônibus já é coisa do passado
Dar aquela corridinha básica para pegar o ônibus já é coisa do passado

É aquela velha história: o ônibus sempre está saindo do ponto quando a pessoa chega correndo para pegá-lo. Mas graças à tecnologia é possível reverter essa história. Somente na cidade de São Paulo já há diversas opções de aplicativos gratuitos que permitem saber onde o ônibus está – e poupam o passageiro de pagar aquele mico ao correr para alcançar a porta do veículo.

Um desses aplicativos, o Coletivo, foi lançado oficialmente hoje (22/9). Além de disponibilizar informações sobre as linhas de ônibus em tempo real, ele também dá dicas de atividades de lazer que estão localizadas em um raio de até 800 metros. Portanto, fica muito difícil perder o ônibus, mas se isso acontecer é possível aproveitar o tempo para conhecer os arredores.


Reprodução

O Coletivo também transmite informações sobre o Circular Turismo que circula em São Paulo, e o app é abastecido com informações enviadas pelos usuários, o que ajuda a evitar pontos de tráfego intenso na cidade. Outro aplicativo com função similar é o Cadê meu Ônibus?, que mostra em um mapa onde está a linha pesquisada, permitindo ao passageiro se organizar a tempo de pegar a condução.



Reprodução
Para complementar as duas dicas acima, há outras, como o app Olho Vivo, da SP Trans, e o Busão SP, que mostra os pontos mais próximos e a distância até eles, em metros.

Quem vai de trem e metrô pode apostar em outras opções, como o Komuta, que reúne respostas fornecidas pelos usuários à pergunta "Como está a situação da CPTM e do Metrô?", e o aplicativo Metrô, criado pelo próprio metrô de São Paulo. Lá é possível encontrar mapas, horários de funcionamento das estações, tempo estimado para viagens e condições operacionais da linhas, tudo em tempo real.

Lembrando que os aplicativos estão disponíveis no Google Play e podem ser baixados gratuitamente.

 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA