Como funciona o "quarto de hotel do futuro" da Marriott

|

Divulgação/ Marriott International
Aula interativa de ioga mostrada no espelho é apenas um dos conceitos desenvolvidos no projeto IoT Guestroom Lab
Aula interativa de ioga mostrada no espelho é apenas um dos conceitos desenvolvidos no projeto IoT Guestroom Lab
Uma parceria com as empresas de tecnologia Samsung e Legrand possibilitou à Marriott criar o "quarto de hotel do futuro". O projeto, chamado de IoT Guestroom Lab e desenvolvido no Laboratório de Inovação da sede da empresa, em Bethesda (Estados Unidos), chegou a um protótipo que conta com o conceito de Internet das Coisas integrado completamente às funções do quarto, que se adapta às necessidades e gostos de cada hóspede, individualmente, e atende até a comandos de voz.

O "quarto inteligente" da Marriott visa elevar a experiência dos hóspedes, criar um serviço mais eficiente e contribuir com as políticas de sustentabilidade da empresa hoteleira. O indivíduo pode realizar ações como definir um alarme para acordar, pedir uma aula de ioga a ser mostrada no espelho interativo, chamar o serviço de quarto ou até mesmo ligar o chuveiro com ajuste automático de temperatura, tudo isso antes mesmo de se levantar da cama.


A tecnologia do quarto, porém, não é restritiva apenas àqueles que acompanham as últimas tendências tecnológicas. A Marriott tratou de produzir um sistema fácil de ser utilizado por qualquer tipo de hóspede. "Sabemos que nossos clientes gostam de personalizar quase tudo em suas vidas, e com uma experiência em um hotel não seria diferente", contou a COO global da Marriott, Stephanie Linnartz.

O protótipo também contou com ideias e conselhos de colaboradores, que puderam visitar o quarto e dar um feedback com suas opiniões e experiências. A Marriott ainda experimentou o protótipo em três situações distintas: um viajante corporativo, uma família a lazer e um hóspede que precisa se dividir entre lazer e negócios. O 'quarto inteligente' diferenciou suas funcionalidades e se adaptou aos hóspedes de diferentes maneiras.

PRODUTO DE VAREJO?

Com a aquisição da Starwood, o grupo Marriott International soma mais de 30 marcas hoteleiras sob seu comando, fato que fez com que o IoT Guestroom Lab não contasse com uma identidade definida. De acordo com o portal Tnooz, o protótipo é uma "página em branco" no primeiro estágio de formatação. No segundo passo do projeto, entrariam as configurações e perfis de cada marca na personalização do quarto.

Nos próximos três meses, testes continuarão a ser realizados e dados do "quarto inteligente" serão colhidos com o objetivo de para transmitir, ao longo dos próximos cinco anos, as principais tecnologias aos quartos dos hotéis Marriott ao redor do mundo.

Confira abaixo os bastidores da criação do projeto IoT Guestroom Lab.

 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA