Aéreas Alaska e Virgin são finalmente unificadas nos EUA

|

Divulgação Virgin America
Marca Virgin America deve ser aposentada em 2019 pela Alaska Airlines
Marca Virgin America deve ser aposentada em 2019 pela Alaska Airlines
Foram quase dois anos de trâmites, mas finalmente as aéreas Alaska Airlines e a Virgin America são, aos olhos do governo norte-americano, apenas uma empresa.

A compra da Virgin pela Alaska, cuja operação girou em torno de US$ 4 bilhões, já havia sido concluída em janeiro passado, tornando a companhia a quinta maior aérea dos Estados Unidos, mas apenas nesta semana o órgão regulatório de aviação nos Estados Unidos, o FAA, emitiu um certificado único de operação para ambas, tornando os voos das duas oficialmente de uma só companhia aérea.

Durante este ano em aberto, cada aérea foi obrigada a voar com um certificado próprio de operações.

A integração das duas ainda está acontecendo, em um processo gradual. O programa de fidelidade da Virgin, chamado Elevate, por exemplo, foi encerrado apenas no último dia de 2017 - seus membros, assim como seus pontos, foram transferidos para o plano Alaska Airlines. Além disso, apenas no final de abril as duas operadoras se deslocarão para um sistema de reservas único.

Vale lembrar que a Alaska anunciou no último ano a decisão de aposentar, em 2019, a marca Virgin America.

O grupo combinado, juntamente com a subsidiária regional Horizon Air, oferece voos para 115 destinos com uma média de 1,2 mil vôos diários nos EUA, México, Canadá, Costa Rica e Cuba.


*Fonte: Business Traveller

conteúdo original: http://bit.ly/2mKmmI1
 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA