AVIAÇÃO

Qantas testa reconhecimento facial no aeroporto de Sidney


Wikicommons / Adrian Pingstone
A Qantas selecionou alguns passageiros para testarem uma tecnologia de biometria com processamento de reconhecimento facial no Aeroporto de Sidney, na Austrália. Isso significa que os passageiros poderão completar a maioria das etapas de sua jornada no aeroporto usando seu rosto como identificação de acesso.

A fase inicial do teste conta com quatro etapas principais, incluindo check-in automatizado, despacho de bagagem, acesso ao lounge e embarque. Etapas adicionais propostas para testes futuros incluem o check-in móvel e o processamento automático de embarque.

O CEO do Aeroporto de Sidney, Geoff Culbert, conta que o teste biométrico é o mais abrangente até o momento e faz parte de um foco mais amplo no investimento em tecnologia para tornar a experiência do aeroporto mais fácil e conveniente para os passageiros.

"Estamos muito animados que os passageiros selecionados da Qantas agora tenham a oportunidade de experimentar essa tecnologia altamente sofisticada”, comenta Culbert.

“No futuro, não haverá mais malabarismo com passaportes e malas no momento do check-in — seu rosto será seu passaporte e seu cartão de embarque em todas as etapas do processo", comenta a diretora de atendimento ao cliente da Qantas, Vanessa Hudson.
 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA