Aéreas e aeroportos estudam usos para tecnologia blockchain | Tecnologia | PANROTAS
TECNOLOGIA

Aéreas e aeroportos estudam usos para tecnologia blockchain

De acordo com uma pesquisa realizada pela Sita, o blockchain, tecnologia que ganhou fama junto com o surgimento das criptomoedas, tem aparecido rapidamente como uma ótima opção entre diretores de TI de aeroportos e companhias aéreas ao redor do planeta por seu potencial de exploração relacionado aos negócios.

Creativity103/Flickr
Blockchain ganhou popularidade com a ascensão das criptomoedas
Blockchain ganhou popularidade com a ascensão das criptomoedas
Segundo o Air Transport TI Insights de 2018, o blockchain oferece múltiplos casos de uso, desde identificação de passageiros até emissão de bilhetes, rastreamento de ativos e gerenciamento de programas de passageiros frequentes.

“Os maiores obstáculos no caminho de uma jornada perfeita para os passageiros são os vários processos entre as muitas partes interessadas, incluindo companhias aéreas, aeroportos, agentes de solo e autoridades de controle. Ao colaborar como uma indústria única, podemos suavizar essa jornada e o blockchain é uma das tecnologias que tem o potencial de tornar isso possível. Isso explica o interesse significativo do setor pela tecnologia”, explicou o diretor da Sita Lab, Gustavo Pina.

Um dos principais benefícios do blockchain é a capacidade de aliar aplicativos e dados de várias empresas ao invés de manter programas individuais sendo executados separadamente de acordo com cada caso. Deste modo, a tecnologia pode fornecer uma "fonte única e confiável" para todas as partes interessadas.

Atualmente, 59% das companhias aéreas já possuem pesquisas em torno do blockchain para sua implementação até 2021, o que representa um aumento de 42% em comparação com o ano passado. Os aeroportos também continuam a experimentar a solução, com 34% desenvolvendo projetos para os próximos três anos.

O uso mais esperado dessa tecnologia tanto para companhias aéreas quanto para aeroportos é a otimização do processo de identificação de passageiros. Esse foi o principal benefício respondido por 40% das empresas e 36% dos terminais.

As aéreas também esperam que a tecnologia forneça benefícios na distribuição de tokens de passageiros para programas de milhagem (34%) e bilhetes eletrônicos (31%). Os diretores de TI dos aeroportos têm o rastreamento de itens como bagagens (28%) e a eficiência operacional (24%) outros potenciais de exploração.
 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA