EMPRESAS

Grupo Lufthansa reduz expectativa de crescimento para 2019

Divulgação / Airbus
Preço de combustível deve gerar aumento no preço das tarifas
Preço de combustível deve gerar aumento no preço das tarifas
O Grupo Lufthansa divulgou o seu balanço nos primeiros três trimestres do ano e revelou que a expectativa de crescimento para 2019 será reduzida. O lucro operacional (Ebit ajustado) foi de 2,4 bilhões de euros nos primeiros nove meses de 2018, uma queda de 7,7% em relação ao mesmo período do ano anterior, número que pode ser justificado pelos custos de integração da Eurowings.

Os números foram influenciados também por um aumento de 536 milhões de euros nos custos de combustível, conexões com atrasos e cancelamentos de voos, além de despesas de manutenção mais altas. Para 2019, sem considerar o crescimento do volume, a holding espera que os seus custos com combustível aumentem em mais 900 milhões de euros, algo que deve aumentar o preço das tarifas.

“O crescimento futuro no setor de transporte aéreo precisará prestar muito mais atenção às capacidades da infraestrutura no ar e no solo. Ao mesmo tempo, nosso objetivo é garantir a rentabilidade de nossas companhias aéreas por meio da disciplina de capacidade. Também esperamos que os aumentos substanciais nos custos de combustível levem a preços mais altos de passagens a partir de 2019”, afirma o presidente do conselho executivo e CEO da Deutsche Lufthansa AG, Carsten Spohr.

De acordo com as expectativas do mercado, as companhias aéreas na Alemanha provavelmente expandirão suas capacidades em mais de 10% para o período de inverno 2018-2019, impulsionado pelo encerramento da Air Berlin.

As companhias aéreas do Grupo Lufthansa, no entanto, aumentarão sua capacidade em um percentual de 8% e reduzirão seu crescimento de capacidade para 3,8% no período de verão no próximo ano.
 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA