Veja que setores estão reagindo melhor em viagens corporativas na Gol

|

Divulgação
Empresas de bebidas e educação atingem 80% do nível pré-covid no corporativo da Gol, até setembro de 2021
Empresas de bebidas e educação atingem 80% do nível pré-covid no corporativo da Gol, até setembro de 2021
Em uma conferência com investidores da Ásia, a Gol Linhas Aéreas apresentou alguns números e declarações prospectivas referentes às operações da companhia aérea. Um dos tópicos, que abrange a recuperação das viagens corporativas, mostra os padrões de comportamento da receita doméstica neste segmento, de março de 2020 a setembro de 2021.

No gráfico, é possível ver que o grupo de "líderes" (leaders, em inglês) – que inclui empresas de bebidas, educação, equipamentos industriais, veículos, peças de reposição e transporte – é o que mais se recuperou, chegando a 80% do nível pré-pandemia. Além disso, mostrou um salto acentuado de março de 2021 até setembro, indo de menos de 20% a 80%. Estas companhias compõem 12% das vendas da Gol no segmento corporativo.

Em seguida vem o grupo "em recuperação", que abrange companhias de mineração, alimentos, comunicação, eletrônica, materiais de construção e serviços médicos. Representando 24% das vendas da aérea, eles chegaram, em setembro do ano passado, em um patamar de pouco mais de 50% em comparação ao período antes da covid-19, também com um crescimento significativo a partir de março do ano passado.

Os considerados “com volume baixo”, que são players de energia, petróleo, química e produtos farmacêuticos, recuperaram 40% do nível pré-covid. Para a companhia aérea, eles representam 30% de suas vendas.

Por fim, as empresas que mais geram vendas na Gol, com 34% de share corporativo, são as que ainda estão "longe da recuperação", segundo a própria aérea. Finanças, TI, agricultura, metais e serviços de consultoria recuperaram, até setembro de 2021, 20% na composição geral do corporativo do nível pré-pandemia.

Reprodução/Gol


 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA