Rastreamento de viajantes por GPS: mais segurança ou menos privacidade? | Estudos | PANROTAS
ESTUDOS

Rastreamento de viajantes por GPS: mais segurança ou menos privacidade?

Dreamstime
O rastreamento por GPS é uma ferramenta que as empresas podem usar para saber a localização de seus viajantes corporativos, encontrando-os rapidamente em caso de algum ataque terrorista ou desastre natural. Porém, os viajantes podem não se sentir confortáveis com esse tipo de rastreamento. É o que mostra o estudo U.S. Business Traveler & Travel Policy 2018, realizado pela Travelport.

A pesquisa revela que 55% dos entrevistados concordariam com o rastreamento, enquanto 45% preferem ficar sem ele. A Travelport observa que a "disposição dos viajantes corporativos para negociar privacidade pessoal e aumentar a segurança corporativa reflete a prontidão deles em fazer sacrifícios para ter benefícios".

Quando o assunto é o compartilhamento de dados pessoais em troca do recebimento de anúncios personalizados durante a reserva, o consenso é maior entre os entrevistados: 70% gostariam de receber anúncios com base no seu histórico de reservas on-line, interesses pessoais ou compras anteriores de viagens.

Outra descoberta da pesquisa é que a maior parte dos viajantes corporativos dos Estados Unidos está disposta a gastar do próprio bolso para pagar por upgrades que não fazem parte da política de viagens de sua empresa, como um hotel melhor, wi-fi mais rápido ou melhores assentos em um avião.

Ao escolher uma companhia aérea, a conveniência é o principal fator considerado: 48% dos entrevistados priorizam os horários de partida e chegada dos voos e os voos diretos. Outro fator importante é a flexibilidade: 80% gostariam de trabalhar para uma empresa que lhes permita reservar viagens diretamente e que permita relatórios automatizados de despesas digitais.

"A pesquisa sugere que as práticas-padrão de viagens corporativas podem estar aquém das expectativas dos viajantes de negócios enquanto estão na estrada. A conveniência e a experiência do consumidor são importantes para eles ao planejarem e gerenciarem suas viagens", destaca a vice-presidente da Travelport e gerente geral de Vendas nos Estados Unidos, Erika Moore.

Para acessar o estudo completo, clique aqui.

 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA