ESTUDOS

Gastar mais com viagens corporativas traz melhorias ao negócio

Sistemas antiquados de reservas, voos apertados e viagens apressadas há muito tempo atormentam o mundo das viagens a negócios, já que os funcionários arcam com o peso das medidas de redução de custos da empresa para ajudar no resultado final. Mas e se toda essa economia de gastos não valer a pena?

Shutterstock
As empresas que gastam mais em viagens obtêm grandes recompensas, particularmente em termos de fidelidade do cliente, satisfação dos funcionários e participação de mercado, de acordo com um levantamento da Harvard Business Review em parceria com a Egencia.

O estudo entrevistou 587 líderes empresariais, principalmente da América do Norte e Europa, sobre a cultura de viagens de suas empresas e o impacto que ela teve no desempenho dos negócios de suas organizações no último ano.

Quase metade dos entrevistados que disse enxergar os deslocamentos como uma oportunidade de investimento, e não como um custo a ser minimizado, relatou melhorias significativas nos negócios.

Quanto à lucratividade, as empresas com uma forte cultura de viagens registraram uma melhoria de 47%, em comparação com um aumento de 29% para companhias com um apelo de viagens mais fraco, por exemplo.

O raciocínio por trás desses números é bastante simples. As empresas que investem mais em viagens provavelmente são capazes de manter um relacionamento mais forte com os clientes, já que os encontros cara a cara acontecem com mais frequência. Isso, por sua vez, pode se traduzir em maiores vendas e maior presença no mercado.

E o mesmo vale para os relacionamentos dos funcionários. As corporações globais podem promover um forte senso de unidade, oferecendo mais oportunidades para os colaboradores das diferentes partes do mundo se encontrarem com colegas de trabalho localizados em diferentes áreas geográficas.


*Fonte: Skift

conteúdo original: https://bit.ly/2KBrjQQ
 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA