Patrocinado porEste conteúdo é criado em colaboração com um dos
nossos patrocinadores.
R1
EVENTOS

Video mapping: veja como aproveitar a projeção mapeada em eventos

Apesar de ter se popularizado no Brasil em 2009, o sucesso na abertura das Olimpíadas de 2016 fez com que o video mapping – ou projeção mapeada – tenha conquistado muitos produtores de eventos. Essa técnica, que permite projetar imagens em qualquer tipo de superfície, independente do quão irregular ela for, abriu possibilidades antes inimagináveis na área dos eventos corporativos.

Divulgação / R1
Projeção mapeada tem conquistado muitos produtores de eventos
Projeção mapeada tem conquistado muitos produtores de eventos
Para quem trabalha com audiovisual e ainda não conhece, o video mapping é uma tecnologia usada para projetar objetos bi e tridimensionais em superfícies preparadas. A partir da utilização de softwares específicos, é possível recriar o ambiente físico em um universo digital para que ambas realidades se comuniquem.

Apesar do processo de criação ser um pouco complexo, a projeção mapeada pode ser usada, inclusive, para fugir da decoração tradicional através de projeções que se movimentam pelas paredes do local. Caso você queira fazer uso do video mapping para dar um toque a mais no seu evento, levantamos alguns pontos básicos que devem ser seguidos.

DEFINIÇÃO DO ESPAÇO
Se a projeção mapeada estiver entre os planos para o evento, a escolha do local deve certamente levar isso em consideração. É importante dar preferência a espaços que contenham superfícies ricas e cheias de detalhes. Até mesmo as janelas permitem a criação de efeitos interessantes. Neste caso, a lógica é simples: quanto mais complexa for a superfície, maiores serão as possibilidades de criação de experiências.

Da mesma forma, é bom optar por locais mais brancos ou próximos disso. Caso os tons do local sejam mais escuros, pode acontecer alguma distorção nas imagens criadas. Em casos extremos, é possível cobrir, pintar ou adesivar a superfície para que ela fique com tons mais neutros.

VISITA DE CAMPO
Com o local definido, a visita de campo servirá para analisar todo o espaço, especialmente antes da escolha do projetor e definição do orçamento do projeto. Nessa visita prévia, faz-se também um escaneamento das superfícies que receberão as projeções para transformá-las em uma versão digital.

No caso de projeções de fachada, o tempo de elaboração é um pouco mais longo e, por isso, recomenda-se começar os preparativos com, no mínimo, 30 dias de antecedência ao evento. Após essa etapa, é criado o projeto 3D do espaço e dá-se início à programação das projeções.

CRIAÇÃO DE CONTEÚDO
O conteúdo da projeção estará diretamente ligado à proposta do seu evento. Apresentar um roteiro detalhado do que irá ser projetado para a equipe contratada é fundamental para garantir uma boa execução. Da mesma forma, caso haja música ambiente, é importante ter um roteiro musical para se certificar de que o ritmo da projeção não entre em conflito com as batidas da música.

MONTAGEM
A montagem da estrutura e do projetor deve ser agendada de acordo com a necessidade e complexidade da projeção. Como as projeções de fachada levam mais tempo, é bom que sua estrutura seja feita com mais antecedência. Em outros casos, um ou dois dias de antecedência do evento já é suficiente para garantir uma projeção mapeada bem-sucedida.

Outro ponto bastante relevante nesse contexto é que, como o video mapping é criado através de projetores, o posicionamento deles deve ser muito bem planejado para não correr o risco de ter objetos entre os aparelhos e a superfície que receberá a projeção. Fios, móveis ou estruturas como o box truss podem atrapalhar a qualidade do espetáculo.

ENSAIOS
Quando o conteúdo da projeção mapeada estiver pronto ou na fase de ajustes finais, marcar ensaios no local do evento garantirá que nenhum problema, por menor que seja, acabe sendo descoberto apenas no momento do evento. Posicionar os projetores nos locais em que eles ficarão e fazer uma exibição completa do conteúdo já será suficiente para ter certeza do sucesso da projeção.

PÓS-PRODUÇÃO
Assim como em muitas outras questões relacionadas ao seu evento, reservar um período pós-produção para avaliar o video mapping é fundamental. Certifique-se de fazer registros em fotos e vídeos para gerar lembrança e engajamento com seu público. Esse investimento pode render bastante, já que vai lembrar às pessoas que foram o quão surpreendente foi o evento.

Seguindo esses passos e contratando uma equipe de qualidade, o video mapping certamente atenderá às expectativas de todos. Para que uma projeção mapeada atinja seu potencial completo, é importante ter pessoas qualificadas para operar os equipamentos, inclusive artistas digitais, especialistas em vídeo, desenhistas de CAD e outros para que o projeto seja bem atendido. Quanto mais experiência profissional houver na equipe, maiores serão as possibilidade de abrilhantar ainda mais o evento.
 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA