Gestor não deve depender apenas de suas empresas para se capacitar

|


Emerson Souza
Roberta Nonis, da MPI Brasil e Evento Único, durante evento no interior de São Paulo
Roberta Nonis, da MPI Brasil e Evento Único, durante evento no interior de São Paulo
É comum notar gestores de viagens reclamando que suas empresas não investem muito na capacitação deles, mas a busca por conhecimento e atualização deve ser uma iniciativa também individual e pessoal. A dica é da presidente da Meeting Professionals International Brasil (MPI) e CEO da consultoria Evento Único, Roberta Nonis.

“Além das capacitações oferecidas pelas empresas, o fato de estar atualizado depende de cada um porque somos nós que fazemos a gestão da nossa carreira. Não é preciso que um chefe chame atenção para a sua reciclagem ou para você ficar atento às novas tecnologias”, explicou a executiva em palestra sobre o panorama corporativo, durante evento da Tristar no Royal Palm Plaza Resort, em Campinas (SP).

“Pessoas de valor são pessoas que agem e são as próprias responsáveis pelas suas carreiras, sendo necessário buscar o que há de novo. Nós não somos prestadores de serviços, nós somos consultores. E ser consultor é antecipar necessidades, agregando valor. É verdade que ficar antenado cansa, é duro e falta espaço na memória, mas esta rotina é algo necessário para continuar realizando uma boa consultoria. Em apenas dois anos, tudo muda.”
 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA