Alagev dá início à jornada virtual pré-Lacte com 180 participantes

|

PANROTAS / Emerson Souza
Giovana Jannuzzelli, diretora executiva da Alagev
Giovana Jannuzzelli, diretora executiva da Alagev
Na última quarta-feira (8), em evento on-line, a Associação Latino Americana de Gestão de Eventos e Viagens Corporativas (Alagev) iniciou a Jornada Virtual pré-Lacte Pop Up Travel. O encontro abordou TMCs e Travel Techs de toda a América Latina e contou com aproximadamente 180 participantes.

“Com a retomada do Turismo e, principalmente, do mercado de viagens corporativas, acreditamos na construção ou reconstrução do nosso segmento, promovendo resultados ainda melhores. Escutar esses especialistas apresentando as tendências para 2022 confirma que, com a união do setor, conseguiremos nos restabelecer de maneira sustentável e forte”, afirmou Giovana Jannuzzelli, diretora executiva da Alagev.

O evento gratuito contou com dois painéis. O primeiro teve como tema "Reboot: high tech ou high touch. Qual o valor agregado da TMC no contexto atual?" e contou com a participação de Florencia Scardaccione, senior director SMB Americas at CWT, e Gabriel Domingues, diretor de vendas regional América Latina na BCD, com mediação de Nayara Passos, gestora de viagens do Grupo Sada e conselheira da Alagev. O conteúdo mergulhou na tecnologia do mercado de viagens de negócios e, ao mesmo tempo, mostrou a importância de um atendimento humano com o objetivo de simplificar e solucionar os problemas dos consumidores.

De acordo com Florencia, é necessário perceber a dor do viajante corporativo, unir o atendimento de qualidade à tecnologia e, assim, incentivar facilidades para seu bem-estar e segurança. “Com a pandemia da covid-19, percebemos que as informações estavam dissipadas. Nós criamos um aplicativo com dados sobre as fronteiras, vacinas e linhas aéreas, entre outras informações imprescindíveis, atuais e em tempo real. Facilitamos a busca do viajante e entregamos um produto ainda mais completo”, comentou a painelista.

Já o painel "Travel Techs: construindo um programa de viagem mais inteligente", conduzido por Andrea Matos, fundadora da Belinkers, e com participação de Luciano Brandão, co-fundador e CEO da Voll, Augusto Mori, desenvolvimento de negócio na Hotelli Corporate, e Cibeli Oliveira, diretora de customer experience da Paytrack, destacou que, ao invés de resolver problemas, o ideal é antecipá-los e evitá-los.

Andrea, durante o painel, citou o discurso do escritor Alvin Toffler, que diz que o analfabeto do século 21 não será aquele que não consegue ler e escrever, mas o que não quer aprender, desaprender e reaprender. “A pandemia acelerou anos em meses. Estamos sempre em um processo de evolução. Hoje, devemos colocar o cliente no centro da atenção, realizar viagens assertivas e olhar a necessidade desses consumidores”, comentou.

Já Cibeli enfatizou a mudança do setor e a importância de promover novas estratégias. “Nós estamos observando um novo perfil de consumidor, com novas viagens. Infelizmente, vivemos a síndrome da Gabriela, ‘eu nasci assim, eu cresci assim, vou ser sempre assim’. Mas devemos saber que as soluções antigas não resolverão os novos problemas. Precisamos unir tecnologia e pessoas”, afirmou.

PRÓXIMOS EVENTOS

Duas jornadas virtuais acontecerão em 2022: dia 27 de janeiro e 22 de fevereiro, com os temas Gestão de Viagens e Gestão de Eventos. E nos dias 8 e 9 de março de 2022 será realizada a LACTE17, presencial para 600 participantes (além do público virtual) no Sheraton São Paulo WTC Hotel bem como em mais um país da América do Sul.
 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA