Fitur aposta na inovação para eventos e realidades mistas e virtuais

|

PANROTAS / Fabíola Bemfeito
MADRI - Se por um lado, a Fitur faz questão de ser tradicional, apostando em seu evento presencial, por outro ela também segue olhando para os novos tempos na tecnologia. E não poderia ser diferente, uma vez que a feira sempre teve como tradição lançar tendências. Circular pelo Pavilhão 10, onde está a Fitur TechY, ao lado de robôs, tem sido uma constante dos últimos anos, por exemplo...

Uma novidade do ponto de vista tecnológico para as empresas na Fitur esse ano foi o Helixa Experience Center. Apresentado pela IFema Madrid, organizadora da feira, em parceria com o seu hub de inovação, o Helixa é uma espécie de plataforma criada para oferecer a empresas e profissionais novos modelos de negócios híbridos virtuais baseados nas oportunidades abertas pelos metaversos. Afinal, tudo parece ter se acelerado no mundo virtual com a pandemia.

O Helixa fala em três opções de eventos – o tradicional, sem apoio tecnológico para criar a experiência do visitante; o segundo com a sensação aumentada; e o terceiro, com realidade virtual. Por exemplo, é possível sugerir um caminho para circular pela feira, por um hotel ou um parque sem que esse caminho precise estar apontado no chão, mas facilitando a vida apenas no celular do visitante. Ou apresentar um produto virtualmente, em 3D, sem ser preciso transportar o produto para o espaço.

PANROTAS / Fabíola Bemfeito
Também é possível, por exemplo, que na hora de reservar um hotel pela internet, o potencial hóspede tenha acesso a todas as facilidades do quarto e informações diversas como, por exemplo, quantas camadas tem um colchão ou o tipo de amenities no banheiro, enquanto escuta a torneira da banheira ligada. Circular pelos tipos de apartamentos com os respectivos preços e diferenciais. Tudo dando ao cliente a sensação de estar quase dentro do quarto.

No caso de tour em destinos turísticos, há recursos já conhecidos como, por exemplo, recriar uma atração histórica exatamente como ela era em seu auge. Como por exemplo, as lutas no Coliseu, de Roma: você olha para um local e vê uma batalha ou o que estaria acontecendo ali, como se o Coliseu ainda estivesse em operação. O Lab de inovação da Ifema trabalha no desenvolvimento de eventos, shows de música, cursos e treinamento, pontos de venda e até clínicas de saúde em formato híbrido.

Outra alternativa, dentro de um evento com venda, por exemplo, é saber em tempo real o que está sendo consumido e onde, com mapas de calor onde estão os produtos e serviços mais bem-sucedidos. O Helixa também criou, em tempo real, um avatar 3D hiperrealista personalizado para algumas empresas na Fitur, com o qual elas podem interagir em suas plataformas digitais e no metaverso.

E para ser coerente com esse histórico, a Fitur vem apostando em complementar a participação presencial de destinos e empresas com uma plataforma digital que, garante, permite agregar valor aos profissionais e empresas participantes e ampliar as oportunidades de networking entre expositores e visitantes. Trata-se do Fitur LIVEConnect, que está em operação desde 20 de dezembro e segue assim até 4 de fevereiro para que os participantes possam interagir também virtualmente.

Saiba mais em https://www.ifema.es/helixa.

O PANROTAS viajou a convite da Fitur como media partner brasileiro do evento.
 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA