GESTÃO DE VIAGENS

Fraudes financeiras diminuem 52% com análise e monitoramento

Com regulamentações em constante mudanças, entender as regras e como agir de acordo com elas é um grande desafio para as empresas. Mas quando os gastos dos funcionários não são completamente visíveis e regulamentos complexos estão sendo introduzidos, pode ser difícil ficar no controle de tudo na gestão de uma viagem a negócios.

Dreamstime
Os riscos de crimes financeiros, violações de dados e infrações regulatórias dão importância extra à transparência nas finanças, integridade das informações e auditoria interna. Segundo a Concur, conectar viagens e gastos em um sistema integrado baseado em nuvem pode mantê-lo em conformidade em várias áreas, além de fornecer relatórios mais rápidos e dados mais precisos.

Se a solução de gestão de viagens e despesas não estiver configurada para gerenciar a falta de compliance, ela também não conseguirá captar gastos fraudulentos. E como os hábitos de gastos dos funcionários estão mudando, as compras em novos canais e métodos de pagamento facilitam a ocultação de custos falsos sem deixar vestígios.

Mas quando ela inclui proteções antifraude, o risco para a empresa será consideravelmente menor. De acordo com relatório da Association of Certified Fraud Examiners (Acfe), companhias que usam tecnologias de monitoramento e análise de dados tiveram perdas 52% menores e detecção 58% mais rápida.

Transformações no modo dos colaboradores gastarem durante viagens corporativas e o surgimento crescente de normas na indústria podem colaborar no aumento dos riscos financeiros. No entanto, felizmente grande parte dos funcionários não cometem fraudes intencionalmente e há muitas plataformas que podem ajudar para garantir essas conformidades.


*Fonte: Sap Concur

conteúdo original: https://bit.ly/2DmWvAz
 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA