Experiências personalizadas criam líderes no setor de hospitalidade

|

Shutterstock
O crescimento da demanda por acomodações alternativas está pressionando os proprietários de hotéis, que não podem mais oferecer uma experiência padronizada aos seus hóspedes. Investir em personalização pode ser a porta de entrada para a liderança de mercado, e ela tem sido facilitada pelas novas tecnologias e também pela atenção ao perfil do cliente.

O diretor global da Airbnb para Negócios, David Holyoke, atribui o sucesso da empresa ao fato de entender verdadeiramente as metas e expectativas dos clientes da geração millennial. “Nosso crescimento está na compreensão clara de uma geração e do que ela valoriza. A Geração X, por exemplo, foi pioneira no autoatendimento e na autorreserva de viagens, enquanto com os millennials o foco está na experiência e no equilíbrio entre trabalho e tempo livre no destino”, pontua Holyoke.

Tal fato é ecoado pelo CEO da Booking Holdings, Glenn Fogel, que conta que a empresa está investindo em tecnologia e contratando os melhores talentos em ciência de dados e programação para filtrar o “oceano de informações” da empresa e unificar todos os produtos que estarão acessíveis em uma plataforma, proporcionando uma experiência fácil, eficiente e sem atrito aos usuários.

“Como indústria, temos que ser mais ousados e corajosos ao abraçar o espírito desta nova era - precisamos pensar como o CEO da SpaceX, Elon Musk, que aplica uma ideologia verdadeiramente radical e abordagens para ajudar no que parecem ser desafios intratáveis”, ressalta Alex Mifsud, diretor executivo da Ixaris (provedor de tecnologia de pagamentos de viagens).

Com a competição por acomodação aumentando, a jornada do cliente - desde a decisão de qual canal usar para a reserva até o pagamento e o check-out - torna-se o foco do caminho que as empresas devem seguir.


*Fonte: Travel Daily Media

conteúdo original: https://bit.ly/2J6YNFJ
 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA