HOTELARIA

Asksuite começa internacionalização com chatbot para hotéis


Divulgação
Equipe do Asksuite, que começou a investir no mercado internacional
Equipe do Asksuite, que começou a investir no mercado internacional
A Asksuite, startup de Florianópolis, começou seu processo de internacionalização. A empresa já possui alguns nomes internacionais na sua lista de mais de 950 clientes e agora o foco é expandir a operação para os mercados sul e norte americanos, começando por Argentina, Colômbia, México e Estados Unidos. No início do ano, a Asksuite já deu o primeiro passo para a sua expansão, a partir de Portugal, por conta da afinidade do idioma e da cultura.

A empresa tem como solução um chatbot de atendimento para hotéis com quatro lógicas avançadas próprias com inteligência artificial para compreender de forma precisa as perguntas e interações dos viajantes em três línguas. Ainda possui uma plataforma omnichannel para gestão dos principais canais de atendimento de um hotel, pousada ou resort.

Para o processo de expansão, a startup contratou analistas nativos para traduzir toda a lógica da empresa para espanhol e inglês e garantir um nível global de eficiência também nessas línguas. Da mesma forma, para atender clientes estrangeiros a empresa já recrutou neste ano pessoas em diversas áreas como suporte, sucesso do cliente e comercial.

“A gente começou a atender algumas redes aqui no Brasil que tinham unidades fora do País. Então, naturalmente, nós tivemos que nos adequar internamente e acelerar o processo de internacionalização do produto e da equipe”, explica o CEO e cofundador da startup, Rodrigo Teixeira.

“Nós definimos aqui, na América do Sul, a Argentina e a Colômbia, como os mercados prioritários para a primeira iniciativa comercial. Também estamos com uma base no México para prospecção e iniciando o processo nos Estados Unidos. Queremos ser líderes em atendimento inteligente para hotéis em todos os países do continente americano nos próximos três anos, tanto do ponto de vista de qualidade do produto quanto número de clientes.

A empresa já havia anunciado o orçamento de R$ 1 milhão apenas no setor de engenharia e produto, mas o planejamento já foi ampliado. “Vamos continuar investindo prioritariamente em nosso time de engenheiros e na qualidade da tecnologia. Nosso time chegará a 15 engenheiros até o fim de 2019. A meta deles é entregar, pelo menos, uma nova funcionalidade relevante por mês aos clientes. Isso só é possível porque temos foco em uma única solução. Mesmo após três anos de desenvolvimento, ainda há muita funcionalidade relevante para ser entregue na construção da plataforma.”
 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA