Patrocinado porEste conteúdo é criado em colaboração com um dos
nossos patrocinadores.
SAP
MERCADO

O que empresas e pessoas buscam na era da experiência?


Beatrice Teizen
Cristina Palmaka, presidente da SAP Brasil
Cristina Palmaka, presidente da SAP Brasil
Na era da experiência, empresas e pessoas buscam vivenciar momentos - a lazer ou a trabalho - da melhor maneira possível. Tendo ciência deste cenário, o tema principal do SAP Now, que aconteceu nos dias 11 e 12 de setembro, em São Paulo, girou em torno de como os recursos tecnológicos contribuem para essas vivências.

De acordo com a presidente da SAP Brasil, Cristina Palmaka, “a tecnologia viabiliza negócios e abre oportunidades de as empresas chegarem junto aos clientes e ao mercado em que atuam”. Através de ativações de marcas, cases de sucesso e palestras, os mais de 16 mil participantes compreenderam que o que toca os consumidores são as emoções e que a tecnologia tem muito a agregar nessa perspectiva.


O evento também abordou temas como saúde mental dos colaboradores, gestão inteligente de gastos, inovação nas viagens a negócios, diversidade da equipe e importância da jornada.


Gestão de despesas transparente

Uma gestão inteligente e unificada das despesas materiais e imateriais de uma empresa traz automação e gera valor às companhias, o que permite que elas atuem de forma mais consciente e saibam exatamente onde está sendo gasto e onde se pode economizar.


Manter o compliance, o controle e a visibilidade do que está sendo feito é o principal desafio do departamento de compras de uma empresa e na área de viagens. Na gestão de gastos com viagens corporativas, o colaborador precisa de autonomia e de uma ferramenta intuitiva que não afaste a experiência do mundo corporativo da vida pessoal.


Além das reservas

Empresas e viajantes que têm um número de viagens relevante devem controlar não só a reserva de passagens aéreas, hotéis, relatório de despesas e cumprimento da política de viagens, mas também toda questão imigratória e fiscal.

Beatrice Teizen
Ricardo Bechara (SAP Concur), Paul Malicki (Flapper), Jordana Souza (Voll) e Renan Rego (Airbnb)
Ricardo Bechara (SAP Concur), Paul Malicki (Flapper), Jordana Souza (Voll) e Renan Rego (Airbnb)
Um exemplo que deu certo foi o da EY, empresa global de consultoria que, em uma única plataforma, permite que o colaborador gerencie sua viagem e verifique todos os vistos e documentos necessários e exigidos para cada país pretendido ao reservar sua viagem.

“O viajante corporativo que fica 20 ou 30 dias fora acaba ficando um pouco órfão de sua empresa, por isso ter clareza e transparência dessas informações é importante. Traz mais praticidade, facilidade e segurança”, explicou o gerente sênior de People Advisory Services da EY, Felipe Coelho.


Só um gestor exemplar não basta

O processo de implementação de uma ferramenta que automatize e auxilie na gestão de viagens precisa ser feito com calma e ter cada item olhado com atenção.

Mais do que um excelente gestor, é preciso utilizar ferramentas e recursos apropriados, aproveitar a tecnologia para montar uma gestão de viagens corporativas eficiente.


A mineradora Vale foi uma das empresas que soube solucionar os problemas do pós-viagem usando uma plataforma de travel expense ao reduzir em 60% o tempo de cada funcionário no momento de fazer o relatório de gastos da viagem.


Mudança de cultura

Mobilidade corporativa está totalmente atrelada com oferecer oportunidades diferentes de transportes terrestres e alternativas de hospedagem. “As companhias precisam disponibilizar algo que não seja só um hotel tradicional, mas oferecer a possibilidade de se trabalhar de casa ou de um espaço coletivo e disponibilizar ferramentas que te dão a possibilidade de múltiplas escolhas”, ressaltou a diretora comercial da Voll, Jordana Souza.

Beatrice Teizen
Valéria Soska e Tom Helou, da SAP Concur
Valéria Soska e Tom Helou, da SAP Concur
Hoje, o viajante a negócios pode ir de jatinho para o Rio de Janeiro a um preço mais competitivo do que uma ponte aérea, pode se hospedar em uma residência e viver a experiência local. A tecnologia impacta drasticamente ao oferecer que o funcionário tenha uma experiência profissional próxima de sua vida particular e não há como as empresas fugirem disso.

SAP para viagens

Com recursos de machine learning, internet das coisas e análise de dados, a SAP atua no mercado de aplicações de software empresarial e apresenta diversas soluções no portfólio.


Para a diretora geral da SAP Concur, Valéria Soska, “quando uma solução nova é lançada, é preciso criar também uma cultura nova. Temos que estar sempre com os clientes, entendendo as particularidades, ouvindo o setor e colocando as melhores práticas lá de fora na atuação do Brasil”.


Gastar horas e horas fazendo relatórios de despesas e viver sem experiência em viagens já é algo ultrapassado. Com apenas um app, o viajante pode emitir a passagem, fazer a reserva do hotel, tirar fotos dos recibos e ser reembolsado dois dias depois, o que demonstra o avanço causado pela tecnologia nas viagens corporativas.

 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA