Academia de Viagens lança ambiente digital para conectar players

|

A Academia de Viagens Corporativas realizou durante a manhã de hoje (24) o Abroad Corporate. Em um formato híbrido – com alguns participantes presencialmente no Palácio Tangará, em São Paulo, e outros acompanhando via on-line – o encontro foi o primeiro da temporada de 2020, discutiu o novo olhar sob o mercado de viagens corporativas e serviu como palco para o anúncio de um novo projeto da Academia.

Reprodução
Patricia Thomas e Viviânne Martins, da Academia de Viagens Corporativas, com Carlos Schwartzmann, da Costa Brava, Peterson Prado, da Avipam, e Nando Vasconcellos, da Kontik
Patricia Thomas e Viviânne Martins, da Academia de Viagens Corporativas, com Carlos Schwartzmann, da Costa Brava, Peterson Prado, da Avipam, e Nando Vasconcellos, da Kontik
“Precisamos redesenhar as viagens corporativas e isso não pode esperar. São mais de 250 dias desde que foi decretada a pandemia de covid-19 e, desde então, os deslocamentos pararam. Como é que será daqui para frente? Não sabemos exatamente quando nosso mercado volta, mas sabemos que precisamos redesenhar e redefinir. Porque ele voltará diferente, novo e menor”, comenta a sócia-diretora da Academia, Viviânne Martins.

Além de palestras, algumas delas simultâneas, que abordaram temas, como programa de viagens digital, RFPs, retorno dos deslocamentos a negócios, crédito de bilhetes não voados e evolução dos fee das TMCs, o evento contou também com um espaço de exposição dos parceiros, com os principais produtos e informações.

NOVIDADE
Com o objetivo de redesenhar o novo mercado de viagens corporativas com os players do segmento, a Academia de Viagens está lançando o projeto Business Travel for All. Voltado para TMCs, clientes, empresas de tecnologia e toda a cadeia, o BT for All – que começa com investimentos da Avipam, Costa Brava, Kontik Viagens, SAP Concur e Paytrack – promete ser democrático e abraçar todo o setor.

“O propósito é conectar toda a comunidade de business travel em um ambiente digital. Desenvolvê-la por meio de educação e tendências globais sobre o mercado nacional, com matéria prima internacional. Trabalhar com dados, pesquisas, enquetes, visando a sustentabilidade dos nossos negócios. A necessidade de viajar não acabou, o que acabou foi a possibilidade de viagem. E o que mudou foi o mercado e, quando ele muda, a gente muda junto”, explica Viviânne.

O BT for All, gratuito para todos os participantes, será trabalhado em três pilares:

  1. Smart: Desenvolvimento por meio de cursos abertos a TMCs, fornecedores e clientes. Reeducação da cadeia para um mercado digital e diferente, onde a compra, os serviços e as negociações entre os players terão que ser redesenhadas e processos precisarão ser repensados
  2. Connect: Ferramenta e engajamento. Um espaço dedicado à conexão entre todos da indústria e uma forma de manter discussões saudáveis, por meio de networking, promovendo redes temáticas para geração de conteúdo
  3. Target: Pesquisas e compartilhamento. Trabalhar com informações atualizadas para promover mudanças e evitar fake news, convertendo dados em informações estratégicas

“Estamos muito felizes com essa novidade. Acredito que quanto mais representantes da cadeia participam, melhor e mais completo fica. Nosso papel é justamente esse, construir este mercado, essa é a nossa missão”, finaliza a sócia-diretora da Academia de Viagens, Patricia Thomas.
 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA