Transporte compartilhado já é avaliado em US$ 61 bilhões

|

Shutterstock
O transporte compartilhado tem ganhado cada vez mais força e agora é avaliado em US$ 61,3 bilhões globalmente, valor que deve crescer para US$ 218 bilhões até 2025.

Fatores como o aumento da urbanização e o declínio da posse de carros têm ajudado a impulsionar essa tendência, de acordo com um relatório da empresa de pesquisa B2B Marketsandmarkets.

O estudo abrange não apenas alternativas automotivas para chamar táxis de empresas como Uber (fundada em março de 2009) e Lyft, mas também soluções de "micromobilidade", como serviços de compartilhamento de bicicletas e scooters.

Além disso, é previsto um crescimento na “divisão de carros corporativos”, na qual as empresas fornecem veículos para os funcionários que costumam viajar a negócios. A alternativa é vista como mais acessível para a manutenção de uma frota de veículos próprios ou alugados da empresa.

O maior crescimento no compartilhamento de veículos é esperado no mercado da Ásia/Oceania, "devido à crescente população e urbanização em economias emergentes como a China e a Índia", prevê o relatório.

O crescente congestionamento do tráfego é outro fator que provavelmente impulsionará a demanda por serviços de compartilhamento de carona.


*Fonte: Business Traveller

conteúdo original: https://bit.ly/2SAbOZR
 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA