Preocupação de empresas com bem-estar dos viajantes ainda é baixa

|

Shutterstock
A maioria dos viajantes corporativos concorda que as viagens a negócios ajudam a criar e manter relacionamentos com clientes e parceiros, sem contar o desenvolvimento profissional e pessoal que proporcionam.

Um estudo divulgado pela American Express Business Travel revela que mais de três quartos dos viajantes corporativos consideram as viagens a trabalho agradáveis, com o adendo de seus empregadores serem favoráveis a elas.

Porém, altos níveis de satisfação não significam que está tudo bem e nada precisa ser modificado. Há ainda muitas oportunidades para que os empregadores mostrem que se importam e valorizam seus funcionários, particularmente em Cingapura.

Apenas 14% dos entrevistados neste país e 33% no Reino Unido acreditam que seus empregadores sempre têm sua segurança em mente nas viagens a negócios. Na Austrália, 21% afirmam que seus superiores são flexíveis com a quantidade de tempo despendida nessas viagens, equilibrando-a com suas vidas pessoais. De fato, os números ainda são baixos.

Cada país também revelou diferentes demandas. Por exemplo, para os entrevistados franceses, a segurança está no topo de lista. Eles também se preocupam de não poder ajustar seus planos de viagem se algo inesperadamente acontecer.

Enquanto isso, os entrevistados dos Estados Unidos foram os únicos que não classificaram a preocupação de alterar os planos de viagem em caso uma emergência entre as três principais preocupações.

A pesquisa também mostra que os empregadores consideram importante o investimento em tecnologia para apoiar os viajantes em casos de emergência ou interrupção de viagem, mas que eles ainda entram em conflito quando o assunto são tecnologias de detecção de localização, consideradas um tipo de invasão de privacidade dos viajantes.

Para ter acesso ao estudo completo, acesse este link.


*Fonte: Buying Business Travel

conteúdo original: https://bit.ly/2kB8pKV
 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA