Bleisure torna viajantes mais produtivos, revela estudo

|


Getty Images
A maioria dos viajantes a negócios acredita que praticar o bleisure durante uma viagem de trabalho os torna mais produtivos, de acordo com estudo feito pela University of East London (UEL) e encomendado pelo aeroporto de Londres.

61% dos entrevistados afirmaram se tornar mais produtivos após viagens que incluem momentos de lazer, citando uma série de benefícios, como o aumento do bem-estar pessoal quando retornam ao trabalho (78%).

Mais de um terço dos entrevistados (36%) estenderam sua viagem de negócios para atividades de lazer, sugerindo que a prática está se tornando cada vez mais popular à medida em que os hábitos das corporações evoluem.

As descobertas do estudo refutam pesquisas anteriores, que mostram os efeitos prejudiciais das viagens corporativas, revelando que alguns funcionários se sentem culpados por pedir tempo de lazer a seus empregadores durante as mesmas.

As principais atividades de lazer planejadas por viajantes de negócios incluem provar a gastronomia local, fazer passeios e conhecer a cultura do destino, além de visitar amigos e familiares. Mais da metade (54%) foi acompanhada por um membro da família ou amigo durante uma viagem bleisure.

"Estamos vendo uma geração de pessoas que consideram trabalho e lazer duas coisas interligadas porque consideram que praticar o bleisure é bom para sua saúde e crescimento profissional”, afirma o CEO do aeroporto de Londres, Robert Sinclair.

“Esses benefícios incluem uma mentalidade positiva ao retornar ao trabalho, o compartilhamento de boas experiências com os colegas e a contribuição para o equilíbrio da vida profissional”, comenta o dr. Nazia Ali, coautor do relatório e palestrante sênior em Gestão de Eventos e Lazer na UEL.

Apesar da atitude positiva em relação ao bleisure, 71% dos entrevistados relataram que seu empregador não promove esse tipo de atividade antes ou depois das viagens corporativas. “Essa pesquisa sugere que muitas empresas não têm políticas formais em vigor sobre quando e como os funcionários podem adicionar elementos de lazer às suas viagens de negócios. Essa é uma oportunidade para que os departamentos de RH entrem em ação, estimulando políticas como essas para que os empregadores valorizem ainda mais o equilíbrio entre vida profissional e pessoal de seus funcionários”, comenta o diretor de Recursos Humanos do aeroporto de Londres, Michael Spiers.
 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA