SEGURANÇA

Saiba o que causa insegurança em mulheres viajantes

Dreamstime
Cerca de 50% das viajantes mulheres relatam incidentes de segurança a suas organizações, de acordo com recente pesquisa realizada pela AIG Travel em parceria com a GBTA.

De acordo com a empresa, essa porcentagem pode estar relacionada ao fato de as mulheres não quererem ser vistas como fracas ou vulneráveis dentro de suas organizações. Ou que, ao relatarem um incidente, essas mulheres pensam que podem limitar suas oportunidades de viagens de negócios, afetando sua carreira ou chances de promoção.

Essa não é uma questão simples e as empresas hoje enfrentam muita pressão para garantir a segurança de todos os seus viajantes. Outro estudo recente feito pela Fundação GBTA e patrocinado pela SAP Concur descobriu que 43% dos gestores de viagens afirmam que, em caso de emergência, conseguem localizar todos os seus funcionários na área afetada dentro de duas horas ou menos.

Porém, 34% dos gestores afirmam não saber quanto tempo levariam para localizar seus funcionários afetados em uma situação de crise. Há uma lacuna aqui e, para as mulheres que viajam a negócios, é preciso aprender o quanto antes como evitar situações inseguras e melhor responder se um incidente ocorrer.

Para abordar melhor este assunto, a SAP Concur produziu uma série de quatro reportagens que irá abordar o tema de forma mais detalhada. A série pode ser acompanhada neste link.


*Fonte: SAP Concur

conteúdo original: https://bit.ly/2MoVlUq
 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA