TECNOLOGIA

Inteligência artificial aumenta a produtividade nos processos de viagens

Cada vez mais presente, a inteligência artificial dá uma série de possibilidades para seus usuários, e no setor do Turismo não é diferente. Em um futuro muito próximo, ela poderá ser essencial para a gestão das viagens e eventos.

Companhias aéreas, como a Turkish Airlines, estão percebendo esse potencial e investindo. “As empresas precisam trabalhar para adaptar esse tipo de tecnologia mais complexa ou poderão ficar para trás de seus concorrentes. Acreditamos que a IA nos ajudará a aumentar a eficiência, diminuir os custos e melhorar a experiência do cliente”, disse o responsável por Inovação Digital da aérea, Serdar Gurbuz, durante o GBTA Europe Conference 2017.

Pixabay
As ferramentas de IA são capazes de coletar uma série de dados e informações que podem ajudar os gestores a tomarem decisões mais inteligentes. “Começamos nosso processo robótico há um ano e o primeiro deles substituiu 70% do trabalho manual que era ir atrás de pessoas que se registraram para um evento para reservar voos com antecedência”, contou a líder de Viagens e Eventos da Ernest Young, Karen Hutchings.

As informações captadas pela tecnologia são muito interessantes para a transparência nos processos, mas podem ser um pouco esmagadoras. No entanto, ela pode ajudar a classificar todos os dados e encontrar uma informação relevante para ajudar os fornecedores a fazerem as melhores recomendações aos viajantes. E eles também serão essenciais para ajudar os travel managers a criarem melhores políticas e programas de viagens.

“Conseguimos rastrear os pagamentos para evitar taxas e custos adicionais. Também tem nos ajudado a reservar de forma mais inteligente e a seguir melhor o compliance. Se um funcionário tiver reservado um voo sem hotel, mas ele passará a noite, podemos contatá-lo para descobrir como eles fizeram a reserva da hospedagem e lembrá-lo da política”, explicou Karen.

Chatbots para check in on-line, mudanças de itinerário, reconhecimento facial e biometria são alguns dos exemplos para as empresas aéreas. Melhorar a experiência do viajante e monitorar feedbacks podem ajudar na gestão das viagens a trabalho. Apesar das facilidades, a inteligência artificial não substituirá os seres humanos. Ela pode ser uma grande aliada a ajudá-los a serem mais produtivos.


*Fonte: Buying Business Travel

conteúdo original: http://bit.ly/2AOpN6c
 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA