Sabre: valorizando buyers e fornecedores em seu marketplace

|

LAS VEGAS (ESTADOS UNIDOS) – O Sabre Travel Network é o marketplace de viagens B2B do Sabre e consiste, principalmente, em seu sistema GDS e no conjunto de soluções que se integram a ele. Segundo o presidente da divisão, Wade Jones, o negócio vai muito bem. “Tivemos um crescimento de 10% ano a ano na receita em 2018, algo significativo neste tipo de mercado”, contou durante o Sabre Technology Exchange (STX) 2019, que acontece em Las Vegas, nos Estados Unidos.

Beatrice Teizen
Wade Jones e Brett Burgess, do Sabre Travel Network
Wade Jones e Brett Burgess, do Sabre Travel Network
O braço da empresa de tecnologia tem como objetivo conectar compradores e vendedores, criando valor para ambos os lados do marketplace. A preocupação é garantir que o conteúdo disponível – e que ele realmente seja completamente disponibilizado – seja apresentado de maneira atraente e otimizada.

“Nosso intuito é entregar produtos que tornem buyers e suppliers mais valorizados e também oferecer um software que facilite as opções de viagem dentro de um marketplace. Estamos investindo em NDC, em expandir o conteúdo disponível das low cost... Queremos que a experiência de comprar do viajante seja fácil, que ele tenha transparência do que está adquirindo”, explica o vice-presidente sênior de Gestão de Produtos do Sabre Travel Network, Brett Burgess.

E com o intuito de tornar essa experiência mais fácil, a frente de negócio fechou recentemente uma parceria com a Visa para apoiar o crescimento notável dos pagamentos virtuais na indústria de viagens. Com o acordo, buyers serão capazes de pagar e fornecedores poderão receber por meio de cartões comerciais virtuais.

“Acreditamos que é muito importante as agências poderem escolher o banco a ser utilizado e ter flexibilidade nessa escolha. Na nossa concepção, as transações não devem ser limitadas de acordo com as instituições financeiras que temos como parceiros”, afirma Burgess.

Outra questão fundamental para a divisão é atuar em harmonia e garantir que os produtos estejam completamente integrados no fluxo de trabalho das agências, envolvendo o back office da empresa, e isso pode ser alcançado por meio do Sabre Red 360. Conectada ao mesmo conteúdo das OTAs e ferramentas de reservas corporativas, a interface permite respostas rápidas e recomendações valiosas dos agentes e consultores a seus viajantes.

“Estamos também muito comprometidos em viagens corporativas como um negócio. Acreditamos que nosso core bussines seja ajudar o viajante a negócios e a TMC a gerenciar a viagem. Em geral, as capacidades da gestão que temos é continuar entregando um software relevante, com todo o conteúdo, mas também olhando a maneira como engajamos com o turista corporativo além da reserva”, finaliza Burgess.

O Portal PANROTAS viaja a convite do Sabre
 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA