Mindset de empreendedor ajuda a navegar em mundo tecnológico

|

Como se manter relevante em um mundo dominado pela tecnologia? Qual posicionamento tomar diante do avanço dos recursos tecnológicos e de uma realidade cada vez mais diferente da do passado? Este foi o tema do painel que fechou o segundo dia de Lacte 16, realizado nesta quarta-feira (3), em formato Multi Hub.

Reprodução
Caio Casseb, cofundador da Scoop & Co e da Descola
Caio Casseb, cofundador da Scoop & Co e da Descola
De acordo com o cofundador da Scoop & Co e da Descola, Caio Casseb, uma das melhores hipóteses para navegar de maneira expressiva neste cenário é construindo um mindset de empreendedor. Mentalidade esta que mais tem a ver com postura e conhecimento do que um conhecimento técnico.

“Vivemos na era da exponencialidade, em um mundo de alta conexão e alta conectividade, saindo do centralizado e passando para algo mais descentralizado, onde tudo é horizontal, com um fluxo de informações que faz com que a mudança de comportamento das pessoas e dos mercados aconteça de maneira muito mais rápida, já que não há barreiras nem limites. Por isso é preciso mudar nosso mindset, inserindo um pouco dos comportamentos empreendedores”, pontua Casseb.

Seguir este conceito não quer dizer necessariamente empreender para ter uma mentalidade empreendedora. E, sim, conhecer a si mesmo e mudar condutas antigas. Acabar com o pensamento fixo de achar que as coisas não podem ser alteradas e trabalhar o raciocínio de que é possível se reinventar totalmente para mudar o jogo. É preciso ter em mente que não é necessário ter uma empresa ou uma técnica.

“Além de mudar o comportamento, é importante também quebrar barreiras invisíveis, aquelas coisas que estão nos bloqueando a fazer essas mudanças. Nós vamos nos tornar mais relevantes na tecnologia se agregarmos conhecimento empreendedor, nos tornando preparados para aquilo que é mais importante, que é a mudança. A coisa certa é que o mundo vai se transformar, por isso é preciso ter um mindset flexível, corajoso e de aprendizado, como os empreendedores têm”, finaliza.
 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA